Clama a mim e te mostrarei coisas grandes e ocultas que não sabes!

Atualizado em: 30/03/2010 - 00:04

comentários

Estimados leitores de O Presente! Sempre fui um livro aberto, falei do que minha alma sentia diante de Deus e dos homens para interpretar a Sagrada Escritura para o dia-a-dia. E nada melhor que falar também das próprias experiências nuas e cruas, doloridas e coloridas, como as que vivemos.
Não posso deixar de me manifestar desde a Turquia, na busca de “pegadas” do apóstolo Paulo, o evangelista dos evangelistas de todos os séculos. Apesar dos problemas de saúde, procuro novas informações para meus conhecimentos. Prefiro morrer na busca dos tesouros de Deus, que “apagar” em cadeira de balanço.
Trago para vocês algumas linhas do novo livreto Ecos da Liberdade, “O GPS da alma”, que estou concluindo no terceiro dia útil de nossa viagem, após viajar do Brasil para a Alemanha e logo para a Turquia. Peço vossas orações por mim e minha esposa Natalia.
O profeta Jeremias diz: “Invoca-me e te responderei, e te mostrarei coisas grandes e ocultas que não sabes”. Jer. 33, 3.
Há poucos dias estive deitado em meu escritório, sem conseguir respirar direito, não suportando a dor e o sofrimento, clamei então ao Senhor dizendo: “Senhor, sua palavra ordena que devo clamar. A palavra não diz que deva lhe indicar o que eu necessito, apenas convida a chamar pelo seu nome e sua promessa diz: ‘Responderei e te mostrarei coisas grandes e ocultas que não sabes! Agora, Senhor, não tenho mais nada a pedir, nem forças para suplicar. Cumpra sua promessa em mim!’.
Escrevendo nesse instante, me encontro na Turquia, em Antália, junto ao Mar Mediterrâneo, para continuar minha escrita de um milhão de livretos e para repousar com minha esposa.
Escrevo para meus amigos da Amazônia, dos bairros nobres das Capitais, para as periferias e os presídios, também para África e Portugal a América do Sul, pois desejo lhes dizer o que meus olhos veem e meu coração sente na direção do GPS de minha alma, que me levantou do chão de meu escritório e me faz escrever essas linhas, vivendo minha primeira manhã na Turquia.
Estamos também à procura dos “passos” do apóstolo Paulo, e informações originais da vida dos pais que recebeu nosso exemplo maior de evangelização, edificando aqui as primeiras igrejas cristãs durante suas viagens missionárias. Atos capítulos 13 a 28.
Meus amigos e irmãos, vocês podem imaginar o que meus olhos veem apenas algumas semanas após aquele momento de desespero, quando parecia ser impossível continuar vivo?
Vejo vivas cores e acariciando as mãos de minha esposa, no café da manhã, parece ser um sonho pisar o solo das terras mencionadas nas Escrituras, das quais ensinamos durante quase 40 anos!
Sim, é verdade! Invoquei o nome do Senhor estando em angústia de morte. Minha esposa passou por um mal súbito, no aeroporto de Guarulhos (SP). Ela foi atendida por uma equipe médica, mas foi liberada para embarcar para a Europa, e agora estamos na Ásia menor. Não são essas coisas grandes e ocultas que jamais poderíamos imaginar?
Foi o “GPS” de nossas almas que nos indicou a buscar o que eu nem mesmo em sonho poderia ter almejado naqueles dias maus, passando pelo vale da sombra da morte. Assim responde o Senhor! Ele promete e cumpre! Experimente você também!

* O autor é teólogo da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon (www.ecosdaliberdade.com.br)

ecosdaliberdade@yahoo.com.br

Compartilhar esta notícia

Publicidade