Paraná

Explosão em apartamento de Cascavel foi causada por falha humana, aponta laudo

 

Divulgação

 

A explosão em um apartamento de Cascavel, na qual a estudante de medicina Maria Luisa Moia Kamei ficou gravemente ferida, em março, foi provocada por falha humana, conforme laudo apresentado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (17).

Segundo o documento, de 33 páginas, uma das bocas do fogão ficou aberta, o que causou um grande vazamento de gás. Os peritos também apontam que uma faísca que surgiu quando a estudante acendeu uma lâmpada provocou a combustão.

O apartamento ficou destruído, e a estudante teve queimaduras de 1º, 2º e 3º graus e ainda segue internada em estado grave no Hospital Evangélico, em Curitiba.

O laudo será anexado ao inquérito policial, que ainda terá a oitiva de testemunhas e será encaminhado ao Ministério Público, ao final. Não há prazo para conclusão.