Pastor Mário Hort

A chegada ao paraíso – 5ª parte

 

Esse capítulo é muito forte para mim, pois faz despertar lembranças inesquecíveis de minha infância.

Não lembro a idade, mas estive enfermo e de madrugada meu pai me levou ao médico. Recordo do brilho das luzes de Curitiba. Embora na época existisse um único prédio, de 23 andares, na Capital, o brilho das luzes da cidade parecia ser o brilho do paraíso.

Eu imaginava que iria morrer e ainda agora sinto, como se fosse ontem, que eu desejava dizer: “Pai, eu creio que vou para a glória. Veja o brilho da cidade…”.

Após quase 60 anos, ainda parece que vejo o brilho nas nuvens e na neblina sobre Curitiba. Este brilho tocou minha alma infantil. Pois foi essa a esperança que enchia nossas almas como crianças, pelas mensagens dos pastores.

 

Após a travessia da “Amazônia” nos espera o paraíso

Jesus disse ao crimino, o primeiro salvo pelo sangue derramado do Filho de Deus: “Hoje estarás comigo no Paraíso”. (Lc. 23:43)

Lázaro morreu e foi levado pelos anjos para junto de Abraão. O rico também morreu e foi ao sofrimento, pois ele estava atormentado nas chamas. (Lc. 16:19-31)

Estêvão foi apedrejado: “Porque cheio do Espírito Santo fitou os olhos no céu, viu a glória de Deus e Jesus em pé à direita de Deus, e disse: ‘Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem em pé à direita de Deus’. Então eles gritaram com grande voz, taparam os ouvidos…, e o apedrejaram”. (At. 7:54-60)

O início de nosso ministério pastoral foi marcado fortemente, pelos cânticos dos jovens, que celebravam a esperança da glória do paraíso. A música de nº 116, dos Cânticos Evangelísticos, diz:

  1. Há no além, feliz morada, em glória e luz celestial. Não haverá dor nem tristeza na casa que Jesus foi preparar.

Coro: Ó esplendor veremos breve, como cristal, à luz do sol. Com todos salvos entraremos pelos portões de ouro celestial.

  1. Aqui no mundo há tristezas, problemas, lutas sem cessar. Mas em Jesus temos amigo, que nos conduz ao lar celestial.
  2. Também você é convidado a habitar no lar do além. Estenda a mão a Jesus Cristo e subiremos juntos à mansão. (Tradução Mário Hort)

Viajávamos numa velha Kombi e no famoso Fusca ano 1971. Mais tarde adquirimos um ônibus ano 1969, superluxo, mas já velho e enferrujado. Porém, a alegria fazia vibrar igrejas e clubes, salões de baile e salões nobres, ginásios de esportes e teatros o cântico da esperança do paraíso de Deus, nos enchia do Espírito Santo. E Deus fazia estremecer o povo pela glória celestial, que os ouvintes sentiam pelos cânticos do grupo de jovens, que se tornou o conjunto Ecos da Liberdade.

 

Você deseja ser recebido no paraíso no final de sua jornada?

Entre pelo “Portal Jesus Cristo”. Ele nos receberá pessoalmente e dirá a todos os salvos: “Venham benditos de meu Pai. Entrem na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”. (Mt. 25:34)

 

Mário Hort, o autor é pastor da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon

ecosdaliberdade@yahoo.com.br

 

TOPO