Uningá Vestibular 2020
Pastor Mário Hort

A história das bênçãos ordenadas por Deus – 6ª parte

 

Em memória ao pastor Mário Hort, o Jornal O Presente publica hoje (19) o último artigo escrito por ele

 

A primeira evangelização com o recém-formado Conjunto Ecos da Liberdade foi um culto em Campo Mourão. O pequeno grupo de dez ou 12 jovens estava unido, porém ninguém havia tomado uma decisão definitiva de aceitar a Jesus como seu salvador.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Na noite de meu apelo para uma decisão pessoal, o meu irmão, pastor da igreja, parou-se diante do altar para dar exemplo à congregação, e logo foi rodeado por todo o grupo de jovens que se consagrou a Jesus Cristo, e hoje temos entre eles pastores já aposentados, daquele grupo do passado.

Assim a alegria das bênçãos ordenadas por Deus havia começado.

 

Bênçãos ordenadas do céu que celebramos por décadas

No município de Panambi (RS) não havia uma única família que pertencesse à nossa comunidade. E nós alugamos o salão nobre do colégio evangélico da cidade. Norberto convidou o conjunto Ecos da Liberdade para a realização de uma campanha naquele salão. E antes do primeiro culto o porteiro nos comunicou que para reuniões daquela natureza compareciam apenas os adeptos.

Porém, o salão estava lotado durante as cinco noites em Panambi, e surgiu o senhor Jeske, que se prontificou a pagar uma programação radiofônica, e finalmente ele vendeu sua propriedade no centro da cidade para a edificação do templo.

Assim, a igreja que surgiu vive até hoje nas bênçãos ordenadas por Deus, pois o pastor Luterio e Marilei Heep vivem na mesma unidade.

 

Não temos como enumerar as bênçãos ordenadas por Deus

Seria demais enumerar as bênçãos que experimentamos como irmãos e colegas pastores, mas nossas almas jubilaram na lembrança de viagens em nosso velho ônibus para Itaituba (PA), rodando três mil quilômetros em rodovias não asfaltadas na selva.

É emocionante relembrar as viagens em nossos ônibus lotados de jovens, integrantes dos conjuntos de ambas as igrejas, para ações conjuntas no Oeste do Paraná ou no Rio Grande do Sul, em pequenos lugarejos, e também no Centro Cívico de Santa Rosa (RS). Tudo isso é apenas uma pequena parte das bênçãos ordenadas por Deus sobre dois irmãos e as famílias que se uniram ao ministério para salvar almas.

Já se passaram duas décadas desde que Norberto e Therese estão novamente pastoreando na Alemanha, contudo, os últimos dez dias, quando pude ser hóspede em sua casa, foram como uma “sobremesa” especial, após muitos anos que já vivemos separados, todavia sempre unidos no ministério.

Devo apelar aos leitores:

Façamos o máximo de esforço para manter a UNIDADE familiar e eclesiástica. Não existe outra família que nasceu pelo sangue do Cordeiro de Deus, e nos uniu para uma família, ainda mais valiosa que nossa família de carne e sangue.

Todos nós podemos experimentar as bençãos ordenadas por Deus se permanecemos unidos como irmãos.

Somos irmãos pelo sangue de Cristo e unidos pelo Espírito Santo, e se esta UNIÃO permanece, teremos a vida para sempre.

 

O autor foi pastor da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon. Ele faleceu no último dia 09 de outubro.

ecosdaliberdade@yahoo.com.br

TOPO