TokLar Estofados
Elio Migliorança

ALIENADOS

Alienado, segundo Karl Marx, pensador do século XIX e um dos idealizadores do comunismo, seria o homem que não tem o controle sobre o seu próprio trabalho em termos de tempo e daquilo que é produzido, pois o tempo do trabalhador e o produto pertencem à burguesia, bem como o lucro. Já no linguajar popular atual, alienado é considerado aquele que não tem consciência dos problemas políticos e sociais. Vivemos um tempo de forte alienação. Mas a couraça que nos envolveu por longos anos, talvez consequência da censura imposta pela ditadura militar e mantida pelos governos que se diziam democráticos, sempre no interesse dos que detinham o poder, para conservá-lo e com ele os privilégios e mordomias, aos poucos vai se rompendo e deixando à mostra os “esqueletos” escondidos no armário da corrupção. Contudo, existe muita alienação ainda. É preciso avançar mais e não descansar nunca para conquistar uma sociedade verdadeiramente justa e democrática.
Quem são afinal os ainda alienados? São aqueles que acreditam no que declarou o secretário de Segurança Pública do Estado de que a imprensa é a culpada pela insegurança no Paraná. A declaração foi uma maneira infantil de desviar a atenção da população para a gravidade da situação, pois o verdadeiro papel da imprensa é noticiar os fatos. A obrigação das autoridades é tomar providências para corrigir os problemas.
Alienado é aquele que acredita que a divulgação da “zona” em que se transformou o Senado é uma tentativa de golpe contra a governabilidade do país. Nada disso, é apenas a constatação do que as “esferas superiores” são capazes de fazer com o nosso dinheiro.
Alienado é aquele que acredita que só o Sarney é culpado pela podridão descoberta. Nada disso. Onde estavam os demais senadores durante os últimos dez anos? Ou são cegos e não viram nada, ou são incompetentes e não perceberam as “mutretas”, ou são coniventes e agora estão posando de vestais da ética.
Alguém sabe por que o senador Pedro Simon, considerado um dos mais decentes naquela Casa, nunca foi eleito presidente do Senado? Porque à maioria interessa a sacanagem e a negociata.
Alienado é aquele que não percebe que o dinheiro distribuído pelo governo em forma de “bolsas” vai construindo uma geração de dependentes dos “favores do governo”, cuja conta nós pagamos, serve de instrumento eleitoreiro para beneficiar um grupo governista, e o que é pior, parte deste dinheiro é contabilizado como despesa na área de saúde. Isto é grave porque assim o governo gasta menos do que a lei obriga na saúde pública, esta vai se deteriorando e as pessoas estão morrendo por conta disso.
O alienado não liga, até que alguém de sua família morra por falta de atendimento. O alienado não percebe que este ataque de bondade do presidente em pagar mais pela energia elétrica de Itaipu ao Paraguai vai acabar “doendo” no seu bolso, e que a mentira de que o valor não será repassado ao consumidor tem pernas curtas.
O alienado lê esta coluna e no final dá de ombros como se nada disso lhe dissesse respeito. Só não lhe diz respeito se você estiver morando na Lua ou em Marte.

TOPO