Copagril
Silvana Nardello Nasihgil

Amanhã pode ser tarde

 

Hoje é o dia certo para demonstrar amor, o momento é agora!

Hoje o dia nasceu e com ele todas as possibilidades de fazermos um novo recomeço, de olharmos para dentro de nós e buscarmos lá naquele cantinho esquecido as vezes que poderíamos ter sido mais amáveis, mais compreensivos, mais carinhosos, e que por razões diversas deixamos as oportunidades passarem.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Hoje é o dia de olharmos para as pessoas que habitam o nosso coração e, deixando o orgulho de lado, dizer como todas as letras como essa pessoa é importante e especial para nós.

Tenho sentido através de muitas pessoas como é difícil suportar a dor de perder alguém. Não importa a forma que essa pessoa se vá da nossa vida, sempre fica a sensação de que poderíamos ter dito mais, ter feito mais.

Muitas vezes o nosso egoísmo, mágoas não desfeitas, incompreensões, correrias do dia a dia, vão nos tornando duros conosco, estendendo isso para aqueles que amamos. Esquecemos de perguntar como está, de nos importarmos em olhar além de nós, de buscarmos acalentar as dores do outro, de buscarmos as suas necessidades e de permitirmos que no nosso coração as doçuras da vida se instalem.

É certo que para muitas pessoas a vida e suas amarguras tornam os corações embrutecidos e os comportamentos rígidos, quando isso tudo deveria servir para nos sensibilizar e nos tornar mais compreensivos e suaves.

Muitos dos que caminham ao nosso lado não são sequer percebidos, justamente porque cremos intimamente de que quem está conosco, independente das nossas atitudes, irá permanecer. Engana-se imensamente quem acredita que o outro deve saber que é amado, simplesmente porque um dia foi conquistado. O amor não vive de achismos, ele é exigente e para sobreviver precisa ser alimentado sem limites.

Quando a gente lembra que a vida não para, que os dias correm aceleradamente, então olhar para dentro de si fará muito sentido, buscar lá dentro os sentimentos dormentes e trazê-los à vida novamente.

Amanhã pode ser tarde. Não se permita sofrer por não ter dito, por não ter feito. Enquanto as pessoas que você ama ainda estão ao seu lado, busque dar a elas a certeza que você as quer por perto e relembre a elas o quanto são amadas por você.

Não podemos deixar a vida nos levar dando à ela a liberdade de fazer como bem entender, muitas vezes nos afastando de quem desejamos que para sempre permaneça.

 

Silvana Nardello Nasihgil é psicóloga clínica (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

TOPO