Copagril
Isai Marcelo Hort

Antes de dizer SIM – parte 1

Fabrício é um profissional da mecânica automobilística. Ele teve que batalhar muito para reconquistar sua noiva. As muitas dificuldades no namoro levaram Deise a dar um basta no relacionamento, ainda antes de se casarem. Quase desesperado, o moço teve que usar todas as suas habilidades masculinas para reconquistar o coração desta menina. No fundo de sua alma, ela continuava com o desejo secreto de permanecer ao lado de Fabrício. Porém, seria necessária uma reconciliação que não fosse apenas emocional, mas sim que fosse para um relacionamento que resultasse em casamento. Após fazerem vários ajustes, foi isso que aconteceu.

O texto deste e dos próximos artigos contêm partes da mensagem daquela noite emocionante, quando ambos trocaram o “SIM” no altar e diante das testemunhas.

Casa do Eletricista PISCINAS

Antes desse SIM é importante fazer vários acertos como: “deixe-me pensar”, “vamos conversar melhor sobre isso…”. Para fazer um financiamento, que comprometerá suas finanças por alguns anos, muitos passam noites sem dormir, releem o contrato e pedem opinião de pessoas que entendem do assunto. Entretanto, o casamento cada vez mais é feito de forma leviana, sem uma avaliação minuciosa. Infelizmente as maiores preocupações estão voltadas para a festa do casamento e não para a bênção e a vida conjugal.

Um financiamento malfeito traz prejuízos financeiros. O SIM para a pessoa errada significa muito mais que uma dor no bolso, será uma dor na alma, por muito tempo ou por toda a vida.

Se você ainda não se casou, analise bem para não entrar em um barco furado. O matrimônio pode ser um pedaço do céu como do inferno aqui na terra.

Analise racionalmente! Esta é a maior dificuldade. As pessoas erram menos assinando contratos de financiamento, que de casamento. Sabe por quê? Porque decidem casar-se após um beijo emocionado durante um jantar romântico. Mas a assinatura do financiamento só é feita após uma análise detalhada dos custos.

A Bíblia diz: “O cauteloso é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura”. Pv. 14.29

Tomar decisões importantes da vida, influenciado pelo ânimo precipitado, é como saltar com um paraquedas desconhecido. Namorados apaixonados deveriam responder sinceramente as seguintes perguntas:

– Como ele(a) honra seus compromissos? – Como ele(a) trata seus familiares? (Já, já você será um deles). – Ele(a) costuma usar de mentirinhas para livrar-se de suas responsabilidades?

Não se iluda com a esperança de que esta pessoa será diferente com você. Depois do cortejo e da conquista, ele(a) se tornará contigo aquilo que é hoje com os outros ou quem sabe até pior. É a falta de uma análise fria e antecipada que resulta em muitos divórcios doloridos. Inconscientemente pessoas apaixonadas usam um óculos com lentes rosadas. Independente das cores reais da vida, o apaixonado sempre verá um tom rosa sobre tudo. Antes de entregar-se a alguém, retire as lentes da paixão!

Para que a união seja permanente, é necessário que exista amor e não paixão. Como disse o professor Mario Cortella: “A paixão é a suspensão temporária do juízo“. Por isso, antes de entregar-se a alguém, retire as lentes da paixão!

TOPO