Isai Marcelo Hort

Assassinados pela ética humana!

Quem poderá definir a ética se não Deus? Serão os filósofos ou professores de história? Se não existe alguém acima do ser humano, poderia qualquer um definir? Os compositores das músicas que se ouve na rádio? Um comitê de ética do governo brasileiro? Quem vai definir o certo e o errado? Pode cada um seguir o seu próprio achismo? Eu acho isso… eu acho aquilo…

Existem “homens” que consideram válido ter relação sexual com uma criança, desde que ela esteja de acordo. Ouvi de pessoas que consideram “normal” ter relação sexual com seu cão de estimação, afinal… os dois tem prazer.

Conheci uma mulher na Suíça que estava grávida de seis meses quando descobriu que o bebê tinha lábios leporinos. O médico aconselhou segundo a sua própria ética… “Esta criança terá que passar por algumas cirurgias para corrigir o lábio superior, mas também seria prático abortar esta criança e encomendar outra… a próxima tem grandes chances de nascer sem este problema.” A mãe que já tinha uma barriga enorme e um tremendo amor pelo filho, ficou chocada com a frieza do médico. Contrária à ética dele, ela lutou pela vida do menino. Hoje ele é um menino forte e sorridente que não foi assassinado pela ética do médico.

Diariamente milhares de crianças são assassinadas, pela ética de países que definiram ser legal matar uma criança, só porque ela ainda está no lado de dentro.

Todos os dias, corações de esposas são assassinados pela ética daqueles que definem ser “normal” ter um relacionamento extraconjugal.

As emoções dos filhos são destruídas pela ética de pais que se separam por acreditar ser mais importante lutar pela “felicidade própria” do que pela felicidade coletiva e familiar.

Se um povo eliminar Deus da base de sua moral, quem serão os legisladores da ética? Charles Darwin reconheceu: “Um homem que não tem uma crença bem sólida na existência de um Deus pessoal, ou numa existência futura com retribuição e recompensa, não pode ter outra regra de vida, senão seguir seus impulsos e seus instintos mais fortes ou que ele acha os melhores”.

E observem que a ética humana está baseada nas leis de Deus:

“Honra a teu pai e a tua mãe…
Não matarás.
Não adulterarás.
Não furtarás.
Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi…” Êxodo 20:12-17

O ser humano não pode ser um padrão para si mesmo. Não é olhando para baixo nem para o lado que devemos definir o certo e o errado… Precisamos olhar para cima!

TOPO