Copagril – Sou agro com orgulho
Editorial

Assim não dá pra brincar

Errar é humano. Insistir no erro também é humano, mas não é algo de bom senso. Ampliar o erro, criar novos enredos para esse erro para embasar falsas histórias, então, é algo bem difícil de entender, especialmente se essa pessoa insistente nos erros acredita mesmo nas coisas que ela diz.

Infelizmente, parte do governo federal tem errado e tem causado polêmicas com as vacinas contra a Covid-19. E não é de hoje.

Copem/Pedalando Por Bíblias

O governo priorizou o kit Covid, desdenhou das empresas que produzem os imunizantes e acabou se atrasando na aquisição de vacinas, desdenhou da Coronavac, disse até que as pessoas poderiam virar jacaré (claro que isso foi uma força de expressão para falar sobre efeitos colaterais) quando tomassem a vacina chinesa.

Nied 2021 L1

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro disse em uma live que pessoas vacinadas com as duas doses, 15 dias após a segunda aplicação, “estão desenvolvendo Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids) muito mais rápido do que o previsto”, o que, para a comunidade científica, não faz sentido algum. Até hoje não há comprovações que a vacina pode causar efeitos graves nas pessoas.

Combate Max Natal

O Facebook, por onde foi feita a transmissão, retirou a live do ar. O vídeo não está mais disponível para ser acessado no Facebook e no Instagram, que pertence ao mesmo grupo empresarial.

Rui Sonho nov/dez 2

O avanço da vacinação, com o governo pressionado por todos os lados, evoluiu rapidamente nos últimos meses no Brasil. Hoje mais de 50% de toda a população já está completamente imunizada com as duas doses ou dose única. Os esforços para ampliar os estoques de vacinas funcionaram e o número de novos casos, internações e mortes despencaram em todo o país. Hoje, praticamente está quase tudo voltando ao normal. Hospitais sem filas, comércios abertos e eventos públicos liberados. É um cenário que merece muita comemoração.

Mas, ao invés de celebrar, ao invés de optar por um discurso otimista, ao invés de mostrar à nação que as coisas estão melhores, Bolsonaro mais uma vez ataca as vacinas, espalha notícias falsas e gera mais dúvidas entre aqueles que, como ele, não acreditam na imunização com as vacinas existentes ou pelo menos entendem que elas não são necessárias.

Assim como o presidente da República, milhares ou milhões de pessoas estão desconfiadas com as vacinas, muito por conta das fake news que engolem no seco. Todas essas notícias falsas se espalham como inço, ou até pior que isso. Cerca de 20 milhões de pessoas estão com a segunda dose atrasada, ou por desconfiarem da vacina ou porque acham que uma só aplicação já lhes confere a imunidade adequada para enfrentar o vírus. Ledo engano.

Causar distrações, distorções e tumultos em relação à vacina só vai atrasar ainda mais a recuperação brasileira, tanto do status sanitário quanto da economia. E pior: distrai do que realmente importa e onde o governo precisa atuar.

Grupo Costa Oeste 2021

Por falar realmente no que importa e onde o governo precisa atuar, hoje (26) sobe mais uma vez o preço dos combustíveis. E ele pensando que a vacina estimula a Aids. Assim não dá pra brincar.

TOPO