Copagril – Compras no Site
Ford Ranger 2021 + Territory
Coluna ADI-PR

Bancada paranaense encaminha ofício a ministro defendendo modelo de menor tarifa no pedágio

Pedágio

A bancada paranaense do Congresso Nacional (30 deputados federais e três senadores) encaminhou ao ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) ofício em que defende o modelo de menor tarifa no pedágio, ao invés do modelo híbrido (menor tarifa relativo com maior outorga). Os atuais contratos de pedágio vencem em novembro de 2021, mas as discussões e negociações sobre as novas concessões seguem a todo vapor.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

 

30 anos do SUS

O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, lembrou os 30 anos da regulamentação do SUS. “O Sistema Único de Saúde representa uma grande conquista pública do país. O SUS realiza desde o simples atendimento para aferição da pressão arterial até as mais complexas cirurgias, como de transplante de órgãos, onde o Paraná se destaca como o Estado que mais realiza este tipo de procedimento”, disse.

 

Planifica SUS

Preto lembrou ainda que a atenção integral à saúde é uma das premissas do sistema e que, seguindo esta meta, a Secretaria de Saúde desenvolve um projeto pioneiro direcionado ao idoso, que está sendo implantado no município de Irati. Trata-se do PlanificaSUS, “um projeto que exemplifica a essência do SUS, envolvendo todas as esferas de governo, entidades e a iniciativa privada”, declarou.

(Foto: Divulgação/AEN)

 

Quarentena

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, decretou a prorrogação da fase 4 da quarentena para todo o país, com exceção dos departamentos e municípios que se encontram em outras fases. Porém, a previsão da reabertura da ponte não foi alterada (dia 26). Para o diretor de Vigilância Sanitária do Paraguai, o protocolo de abertura gradativa da Ponte da Amizade é viável ao se observar que Ciudad del Este e Foz de Iguaçu “apresentam risco semelhante”.

 

Paranhos

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC), candidato à reeleição este ano, conseguiu garantir o apoio de dez partidos, que vão desde o PSD do governador Ratinho Junior ao MDB da oposição. Também tem o apoio do Republicanos, que indicou o vice Renato Silva, PTB, Podemos, PL, Cidadania, PSB e PV. Paranhos terá apoio de 245 candidatos a vereador.

 

MDB

Com a candidatura a prefeito de Curitiba, João Arruda repassou a presidência estadual do MDB ao vice-presidente, deputado Anibelli Neto. Anibelinho vai traçar um plano de ação em apoio a todos os candidatos do MDB às prefeituras municipais.

 

Candidatos

O presidente estadual do Partido Liberal, deputado Fernando Giacobo, destacou o número de candidaturas do partido nas eleições municipais. Serão 75 candidatos a prefeito, 75 a vice e cerca de dois mil candidatos a vereador. A meta é dobrar o número de cadeiras, dado que em 2016 o partido elegeu 200 vereadores, lançando 1.352 candidatos.

 

Ney de Novo

O secretário Ney Leprevost (Justiça, Trabalho e Família) desistiu da candidatura a prefeito de Curitiba pelo PSD. Porém, não seguiu o mesmo caminho que o partido, que indicou o atual vice-prefeito, Eduardo Pimentel, na chapa de Rafael Greca (DEM) para reeleição. Ney prefere apoiar o seu ex-companheiro de chapa em 2016, o médico oftalmologista João Guilherme, do partido Novo.

 

Chapa pura

O deputado Delegado Francischini (PSL), candidato a prefeito de Curitiba, definiu a cirurgiã-dentista e major da Polícia Militar, Letícia Chun Pei Pan (PSL), como sua candidata a vice. Francischini é delegado da Polícia Federal, portanto, uma chapa-pura policial para a Prefeitura de Curitiba.

 

Dramático

O Hospital do Câncer de Londrina, o 2º melhor hospital oncológico do Paraná e o 10º em tratamento e apoio a pacientes de câncer do Brasil, passa por um dos momentos mais dramáticos desde sua criação, em 1968. O hospital, mantido por uma entidade filantrópica, perdeu 40% das receitas na pandemia. Por esta razão, a direção está fazendo uma campanha de doação para ajudar o Hospital do Câncer a continuar oferecendo atendimento.

 

Candidata

A Coronel Audilene, primeira comandante mulher da Polícia Militar do Paraná e candidata a prefeita de Maringá, fará uma pausa depois que teve teste positivo para coronavírus. Ela é candidata pelo PP, partido que já governou a cidade por três governos. Audilene disse pelas redes sociais que seu caso é assintomático e ficará em isolamento até liberação dos médicos.

 

Recorde

O número de candidatos a prefeito de Maringá nas eleições deste ano é histórico. São 13 candidatos confirmados nas convenções municipais. O mistério ainda é o vice da Coronel Audilene, do PP, o primeiro partido a escolher seus candidatos. O partido teria convidado Marco Meger para a vice da coronel; se confirmar, será a segunda vez que Meger disputa como vice.

 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

TOPO