Copagril
Arno Kunzler

Bate-boca inconsequente

 

Vivemos momentos que nos mostram como são inconsequentes os nossos líderes políticos.

Em nome do “ego” e do “cada um pra si”, vemos uma gincana de ataques e contra-ataques de pessoas que deveriam zelar pelas instituições e manter-se preocupadas unicamente com o bem do povo brasileiro.

Mas não, as discussões não levam em conta as mazelas do país e sim as benesses do poder.

Não é possível que do nada surge uma nova crise entre nossos líderes que deveriam se empenhar, todos, para aprovar projetos importantes para o país.

Mas eles estão empenhados para ver quem consegue se beneficiar mais das ações do governo.

É triste ver que essas pessoas são interrogadas apenas para responder seus algozes…

Ninguém pergunta a quantas anda o projeto anticrime que o Ministério da Justiça enviou para o Congresso.

Também pudera, ali não é um lugar onde esse tipo de projeto é visto com apreço, pelo contrário.

Também não se discute como cortar os privilégios daqueles que se apoderaram com elevadas e injustas aposentadorias de forma sorrateira usando subterfúgios legais, mas completamente imorais.

O Brasil votou num candidato que carregou em seu bojo de campanha propostas de mudança.

E ver essas propostas sendo enterradas de forma irresponsável chega dar um sentimento de que mais uma vez estamos sendo enganados.

E se nada for aprovado nos primeiros meses de governo, já mostram as experiências anteriores, nada será aprovado nos anos seguintes.

O calor da campanha já esfriou no Congresso e a decepção já chegou aos mais diversos segmentos.

Não será nada fácil suportar mais uma crise política, mais um mandato perdido, mais uma geração frustrada.

Miseravelmente estamos vendo a pequenez de nossas lideranças políticas diante das grandes discussões nacionais.

Preferem debater a falta de papel higiênico ao invés de enfrentar o crime organizado, oferecer uma expectativa para milhares de empresas esperançosas por mudanças e milhões de desempregados esperando uma vaga de trabalho.

 

Arno Kunzler é jornalista e diretor do Jornal O Presente e da Revista Amigos da Natureza

arno@opresente.com.br

TOPO