Copagril – Sou agro com orgulho
Editorial

Big Brother Marechal

Marechal Cândido Rondon dá mais um passo para fechar ainda mais o cerco aos criminosos. O município vai ser contemplado, em breve, com o projeto Cidade Segura, que prevê a instalação de centenas de câmeras de monitoramento em vários pontos da cidade.

O projeto-piloto no Paraná foi implantado em Palotina com resultados já evidentes, como a redução de 81% nos roubos e aumento de 100% nas apreensões de drogas. Em vista dos bons números, a prefeitura rondonense pulou a fase de testes e já começou os estudos de instalação, licitação e contratação de empresa para fazer o monitoramento.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

A plataforma de videomonitoramento deve permitir gravação em nuvem e ter capacidade de controlar e visualizar imagens de câmeras conectadas à internet, além de gravar as imagens para posterior pesquisa e recuperação seletiva.

Nied 2022 B

Além das centenas de câmeras que devem ser instaladas – em Palotina são 550 -, câmeras de residências e comércios conectadas à internet podem fazer parte do sistema.

CombateMax – Normal

O uso de tecnologias está cada vez mais dificultando a vida das quadrilhas. E sem dúvida as imagens são parte fundamental para garantir a segurança pública, manter a ordem e identificar crimes quaisquer, como roubos, furtos e o próprio contrabando e o tráfico bastante íntimos à região de fronteira. E como tudo é ao vivo, 24 horas por dia, bandidos podem facilmente ser identificados e, na sequência, abordados por agentes das forças de segurança e presos.

As câmeras têm ainda uma segunda utilidade. Em casos de acidentes flagrados por elas, o Corpo de Bombeiros pode dar uma resposta ainda mais rápida no atendimento a possíveis vítimas. E elas devem eliminar um problema lamentável, mas ainda comum: o trote. Lideranças sugerem que o serviço de câmeras deve reduzir para praticamente a zero o deslocamento de viaturas em caso de trotes.

Vandalismo e depredações também estarão na mira do “Big Brother Marechal”. Casos que ocorram são mais fáceis de serem resolvidos com a identificação das pessoas.

São vários benefícios em uma só solução, inovadora, moderna e que tem resultados claros onde já está funcionando.

A segurança pública precisa, necessariamente, ser modernizada todos os dias. Novos métodos, novos equipamentos, novas ferramentas são necessárias para garantir a segurança da população e punir criminosos. Tudo que vier para contribuir com a segurança pública é bem-vindo, desde que não comprometa recursos demasiadamente e a conta não chegue ao cidadão.

Drones espiões, inteligência artificial, câmeras conectadas à internet, leitores faciais. A segurança pública está inserida na quarta revolução industrial. Usar tecnologias a favor do cidadão é muito importante, já que os criminosos também se utilizam de tecnologia para cometer seus crimes sem serem percebidos.

O “Big Brother Marechal” vem para dar ainda mais segurança à cidade e aos seus cidadãos de bem. Que seja eficiente, operado com precisão e não sirva para invadir a vida e a intimidade das pessoas de bem.

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO