Elio Migliorança

Boa ideia que dá lucro

As boas ideias sempre me atraíram e com elas aprendi muito na vida. E boas ideias que geram lucros, nos ensinam e servem de exemplo para construir um futuro sólido. Vários grupos de agricultores do município de Palotina (PR) idealizaram um projeto e o concretizaram, mostrando capacidade de organização e gerando lucro para os sócios.

São grupos de 10 a 15 pessoas que se uniram e construíram um conjunto de silos armazenadores para recebimento de grãos colhidos em suas propriedades. A boa ideia despertou a atenção de todos e até mereceu destaque numa edição de 2015 do Globo Rural, programa semanal da Rede Globo.

O conjunto construído pertence aos agricultores que investiram cada um conforme sua possibilidade e cada um é dono de uma parte do conjunto, proporcional ao valor investido. O conjunto possui moegas, secador, balanças e silos para estocagem dos grãos colhidos. Com o produto limpo e seco os agricultores podem vendê-lo em grandes quantidades a compradores específicos, com uma margem de lucro superior ao recebido pelos que depositam seus produtos em empresas particulares e cooperativas.

O que chama a atenção é o entusiasmo daqueles que participam destes projetos, pois os resultados financeiros vão além do planejado inicialmente. Há três grupos já em funcionamento, um grupo com o projeto em construção e outro grupo em fase de planejamento.

O sr. Darci Curioletti, sócio e administrador de um dos grupos, relatou todas as etapas do projeto, desde seu planejamento, construção e operacionalização, dando ênfase aos desafios vencidos e aos bons resultados obtidos. Segurança no recebimento da colheita e o melhor preço obtido em função da quantidade na hora da venda são os principais fatores, que somados ao menor desconto na hora do recebimento elevaram significativamente a renda dos proprietários.

Quando visitamos outro grupo em funcionamento, o sr. João Werle, administrador do complexo, resumiu em uma frase o segredo para o sucesso deste tipo de associação: trocar o eu e o meu pelo nós e o nosso. Enquanto visitávamos os dois projetos já em funcionamento a todo vapor, encontramos um grupo de agricultores do município de Mercedes colhendo informações para dar início a um projeto semelhante no vizinho município, mostrando que o modelo pode se espalhar pelo Brasil e, com isso, suprir uma das graves deficiências que prejudica a economia do país, que é a falta de capacidade de estocagem de grãos.

Se nossa capacidade de estocagem fosse maior não estaríamos vivendo o drama do desabastecimento de milho que causa graves prejuízos à pecuária nacional. A filosofia e o idealismo destes grupos são os mesmo daqueles que no passado criaram nossas cooperativas, as quais nasceram com este ideal, reunir a produção de muitos agricultores para conseguir melhores preços na venda e comprar insumos em grande volume, conseguindo menores preços.

Esta iniciativa dos agricultores de Palotina deve ser divulgada e novos grupos serem incentivados a investir para multiplicar a capacidade de estocagem de grãos, em pequenas unidades espalhadas pelo país, agregando renda para o agricultor, com margens de lucro que saem das mãos dos atravessadores e indo para o bolso de quem trabalha e produz.

 

Professor em Nova Santa Rosa

miglioranza@opcaonet.com.br

TOPO