Copagril
Tarcísio Vanderlinde

Castelo emblemático

Ao visitar a Alemanha, caçadores de castelos quase que inevitavelmente se dirigem à Baviera. É lá que estão os três castelos construídos a mando do excêntrico Rei Luís II no seu curto reinado durante no século XIX.

Entre fatos, lendas e maledicências, costuma-se ouvir que Luís II era fissurado pelo poder do rei francês Luís XIV (orei sol) e pelas óperas de Richard Wagner. Os três castelos teriam sido motivados por aquilo que ele viu no Palácio de Versalhes e pelo gênio artístico do músico alemão. Deveriam ser luxuosos como Versalhes e impactantes como as composições do músico.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

As construções do tipo “contos de fadas” teriam levado Walt Disney a erigir um castelo no parque de diversões mais famoso do mundo estimulado principalmente por uma das obras de Luís: o castelo Neuschwastein. Mas há um castelo na Alemanha que nada tem a ver com os devaneios de Luís.

Mais ao Norte, no Estado da Turíngia, antiga Alemanha Oriental, em uma das colinas próximas a Eisenhach, cidade onde Martinho Lutero viveu sua infância, existe uma fortaleza que passou a adquirir maior visibilidade por ocasião dos 500 anos da Reforma Protestante: trata-se do Castelo de Wartburgo.

A construção original está a completar mil anos e foi eleita em 1999 como patrimônio da humanidade. Um monumento excepcional do período feudal na Europa central, estando ligado a valores culturais de importância universal.O Wartburgo é o mais famoso castelo da estirpe dos Ludowinger e tem uma história secular muito rica que se ancora em nossos dias.

Um mito humorístico atribui o seu nome a um episódio ligado ao seu criador. Quando este teria visto pela primeira vez a colina onde se ergue hoje o castelo ter-se-ia encantado pelo lugar e gritado: “Wart’, Berg – du sollst mir eine Burg tragen!” (Espera montanha – tu deverás tornar-te num castelo para mim). Contudo, o significado real do nome deriva da palavra “Wächter” (vigia) – “Wächterburg” (castelo de vigia).

Ao final do século XVIII, Johann Wolfgang Goethe teria visitado a fortaleza por diversas vezes, tendo influenciado nas reconstruções que se fizeram no local a partir do século XIX. Diferentemente de outros castelos, que têm sua história marcada por conflitos militares ou sonhos megalomaníacos de algum fidalgo, Wartburgo é marcado por eventos pacíficos, lugar para poesia, música eproduções culturais.

O castelo foi renovado ao longo da sua existência, com muitas construções mais antigas a servirem de base a outras mais recentes. Entre 1952 e 1966, por exemplo, o governo da Alemanha Oriental já havia procedido restauros que devolveram a estrutura ao aspeto que tinha no século XVI, incluindo o quarto de Lutero com o seu pavimento e paredes apaineladas originais.

Após ser banido pelo imperador Carlos V durante a Dietade Worms, em 1521, Lutero é levado secretamente ao castelo onde permanece incógnito sob o pseudônimo de junker Jörg (cavaleiro Jorge).

Durante os meses que aí se refugiou, Lutero se dedicou a traduzir o Novo Testamento para o alemão com o intuito de que a leitura bíblica pudesse ser acessível e popularizada.Já haviam traduções, porém o acesso era elitizado.

O trabalho de tradução acabou se tornando a obra mais importante na vida do monge inconformado. Entre outras narrativas, o esforço de Lutero acabou incluindo o Castelo de Wartburgo na história da cristandade.

TOPO