Ecoville – Maior rede de limpeza
Editorial

Celebrar sem acomodar-se

O Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) completa cinco anos instalado em Marechal Cândido com muito a comemorar. Em todo esse tempo trabalhando ininterruptamente para aprimorar a segurança pública na faixa de fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, contribuiu exponencialmente com a apreensão de mercadorias contrabandeadas, cigarros e drogas, fortificou as frágeis fronteiras nacionais e evitou incontáveis crimes com sua presença ostensiva em municípios do Noroeste, Oeste e Sudoeste paranaense, mas especialmente na região de Marechal Cândido Rondon, onde fica sua base operacional.

Esse braço da Polícia Militar (PM), especializado em patrulhamento de fronteira, ajudou a PM, a Polícia Civil e outras forças de segurança no combate aos crimes historicamente comuns e danosos que acontecem nessas regiões. Aliás, onde o número de homicídios e roubos de veículos também bate recordes.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Com a ramificação das companhias de Barracão e Guaíra, mais recentemente, o BPFron ampliou sua presença nesses locais, que são rotas do escoamento de mercadorias, armas e drogas dos países vizinhos para o Brasil. A sensação de segurança, seja por terra, nas estradas rurais ou nos centros urbanos, ou pela água, nas diligências por rios e pelo Lago de Itaipu, aumentou com a chegada de mais essa força policial na região. As viaturas pretas e um maior número de policiais nas ruas agradam o cidadão de bem, reprimem e inquietam o do mal.

Fato é que nesses cinco anos o Batalhão de Fronteira se somou aos valorosos e incontestáveis esforços da 2ª Companhia da PM de Marechal Cândido Rondon para garantir mais segurança à comunidade regional. É uma conquista que ainda precisa ser muito celebrada, pois aumenta o conforto e o bem-estar das famílias, protege o trabalhador e oprime e espanta o criminoso.

Muito, no entanto, ainda precisa ser feito para a população ter a segurança pública que lhes é de direito. As polícias ainda estão mal equipadas, apesar de avanços dos últimos anos, trabalhando sem a cooperação necessária entre elas, impedindo ações mais práticas e efetivas contra o crime organizado. Salários baixos, audiências de custódia…

O BPFron comemora o quinto aniversário em Marechal Cândido Rondon, mas ainda mora de aluguel. A sede própria por enquanto está só no papel, tornou-se até um imbróglio político. O BPFron, único batalhão militar de policiamento de fronteira no Brasil, continua em uma sede improvisada e pequena, reduzindo sua potencial e real efetividade.

O sábio já dizia que toda conquista merece ser celebrada, mas não é confortável se acomodar sobre o que já se tem, sem galgar melhorias, investimentos, projetos que possam tornar o BPFron ainda mais importante para a segurança pública de toda a região de fronteira. Taças ao alto para brindar uma conquista importante para Marechal Cândido Rondon e região, mas estratégias para, a cada ano, ter mais motivos para comemorar.

TOPO