Coluna ADI-PR

Chefe da Casa Civil garante continuidade das medidas tomadas frente ao coronavírus

Fiquem em casa!

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, garantiu a continuidade das medidas tomadas frente ao coronavírus. “Teremos um período de incertezas, mas estamos atentos e seguindo as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Lógico que a preocupação com a doença é grande, mas queremos passar uma mensagem de confiança e união”, disse, ao destacar que a estratégia é a mesma, para que as pessoas permaneçam em suas casas.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

(Foto: Orlando Kissner/Alep)

 

Produtos essenciais

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos) destacou a aprovação do projeto de lei que proíbe a exportação de produtos médicos, hospitalares e de higiene que sejam essenciais ao combate da Covid-19. “Votei favoravelmente, mas é importante tomarmos o cuidado para que essa medida não caracterize a falta de solidariedade internacional do Brasil com outros povos”, declarou.

 

Leitos de hotel

O secretário Beto Preto (Saúde) comunicou que o governo pretende lançar edital, em breve, para a contratação de leitos de hotel. A iniciativa visa o atendimento aos profissionais de saúde. Os leitos serão disponibilizados aos profissionais para que não haja a disseminação do vírus aos seus familiares. Beto Preto não deu detalhes, mas confirmou que a princípio está previsto aluguel de leitos em Londrina, Curitiba e Maringá.

 

Hospital de campanha

O empresário e ex-deputado Nelson Padovani ofereceu a estrutura de um dos hotéis de sua propriedade para que nele seja improvisado um hospital destinado a atender pacientes portadores da Covid-19. Trata-se do Hotel Harbor, de Medianeira, que tem 120 leitos. “Estamos tratando disso há uns dez dias. O deputado Romanelli me ligou e eu prontamente coloquei o hotel à inteira disposição, e sem cobrar um vintém”, disse, ao lembrar que um hospital de campanha em Medianeira poderá ser fundamental para atender a demanda da região de Foz do Iguaçu.

 

C.Vale

Durante a semana da Páscoa (06 a 12 de abril) não haverá qualquer atividade no complexo industrial da C.Vale, em Palotina. A paralisação foi acordada com o Sintrascoopa para atender os seis mil funcionários que trabalham no complexo. Os operários vão trabalhar normalmente nos próximos dois sábados (28 de março e 04 de abril) para cumprir a carga horária que deveriam fazer nos dias 06 e 07 de abril. Também trabalharão normalmente nos dias 20 e 21 para repor as horas não trabalhadas nos dias 08 e 09.

 

Custos

O coronavírus pode exigir R$ 410 bilhões a mais dos cofres públicos para que o SUS consiga atender a população infectada. A projeção é do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde). O orçamento do Ministério da Saúde previsto para todas as ações da pasta neste ano é de cerca de R$ 125,5 bilhões.

 

Ceasas

As cinco unidades da Ceasa no Paraná – Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu – seguem em ritmo normal na comercialização de hortigranjeiros e atendimento aos compradores. Segundo a central, não há risco de desabastecimento de frutas, legumes e verduras. Devido também à boa oferta das regiões produtoras, os chamados cinturões verdes, os preços vêm se mantendo estáveis neste período, com a chegada de hortigranjeiros também de outras regiões do país, principalmente frutas.

 

Transferência

A Assembleia Legislativa vai transferir R$ 37,7 milhões para o Fundo Estadual de Saúde. Os recursos serão destinados às ações de combate e prevenção ao novo coronavírus e à dengue. O projeto é da Comissão Executiva da Casa, formada pelo presidente Ademar Traiano (PSDB), 1º secretário Luiz Claudio Romanelli (PSB) e 2º secretário Gilson de Souza (PSC).

 

Céu aberto

O atendimento a céu aberto para a realização de testes é fundamental para evitar a propagação do coronavírus e por isso o Ministério Público Federal (MPF) cobrou da 5ª Região Militar do Exército Brasileiro sobre a instalação de tendas em hospitais de Curitiba. Segundo o MPF, as tendas deveriam ter sido instaladas em hospitais de referência no tratamento do coronavírus na Capital paranaense, mas até o momento não foi registrado o início da montagem nesses locais.

 

Respiradores

O prefeito Santin Roveda (PL) decidiu utilizar os R$ 500 mil transferidos pelo Poder Judiciário para a compra de respiradores que serão usados no tratamento da Covid-19 em União da Vitória e região. “Agradecemos o magistrado Emerson Luciano Prado Spak e a magistrada Jeane Carla Furlan que determinaram a transferência do valor de R$ 500 mil ao Fundo Estadual de Saúde, ora disponibilizados e direcionados a União da Vitória”, enalteceu.

 

Redução

O Paraná registrou redução de 35% nas ocorrências criminais devido ao isolamento e à mudança de conduta na pandemia do coronavírus. Na semana de 16 a 23, em comparação com a semana de 09 a 15, foram registradas 2.094 ocorrências a menos em todo o Paraná com relação aos crimes de furtos e roubos, furtos e roubos de veículos e violência doméstica. Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

 

Novo pacote

O governador Ratinho Junior anunciou um pacote de ações de até R$ 400 milhões para o setor produtivo. As ações objetivam auxiliar o setor produtivo para que haja garantia e manutenção dos empregos no setor. As medidas serão ofertadas através da parceria do Governo do Estado com o BRDE e Fomento Paraná. Trata-se de um repasse ao empregador para manutenção de sua empresa pelo período em que o Paraná mantém os decretos de prevenção ao coronavírus.

 

Sensatez

Ratinho Junior não quis comentar o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro sobre a pandemia do coronavírus e disse que no momento a ordem é se inspirar nos dados nacionais e mundiais, observar que o mundo está fazendo que está dando certo. “Estamos mantendo a cadeia logística e mantendo fechado alguns setores com maior aglomeração de pessoas. Apoio as autoridades de saúde e estamos trabalhando para amenizar os impactos na economia”, destacou.

 

Redação ADI-PR Curitiba 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

TOPO