Pref. Pato Bragado – Dengue 2019
Coluna ADI-PR

Cinema na Praça é levado a 30 cidades do Paraná

Cinema na Praça

O projeto Cinema na Praça, lançado na última semana, é uma iniciativa do Estado em parceria com a Renault e a Motion Picture. Uma carreta equipada com tela e som de uma sala de cinema leva a magia e a emoção dos filmes para crianças carentes de 30 pequenas cidades. No Paraná, apenas 60 cidades têm cinemas e a ideia é proporcionar a experiência lúdica, lazer e cultura para as crianças sem acesso a essa oportunidade. As sessões foram exibidas em praças, na sexta-feira (11), no sábado (12) de Dia das Crianças e no domingo (13).

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

 

Foto: Hudson José/ANPr

 

Polo Tecnológico

A ministra Tereza Cristina (Agricultura) confirmou à deputada Luísa Canziani (PTB) que será instalado, em novembro, na cidade de Londrina, o Polo Tecnológico do Agro com a presença do ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia). “É um projeto pioneiro no País e uma grande conquista para toda a região Norte do Paraná. Vai contribuir para a atração de novos investimentos. O polo confirma duas das nossas principais vocações econômicas: gerador de tecnologia e produtor de alimentos”, disse Luísa.

 

Unificação

O deputado Anibelli Neto (MDB) comandou a audiência pública a respeito da criação Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná. A proposta do Estado é a de unificar num só instituto a Emater, Centro Paranaense de Referência em Agroecologia, Codapar e o Iapar. O projeto de lei precisa ser aprovado pelos deputados.

 

Turismo de compras

O secretário Gilmar Piolla (Turismo) disse que a nova cota de compra terrestre, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, vai potencializar ainda mais o turismo de compras na tríplice fronteira. “O aumento da cota vai potencializar ainda mais Foz do Iguaçu como destino de compras. A cota será de US$ 500 para quem atravessa a fronteira (Paraguai e Argentina) e espero que que também seja ampliada de U$$ 300 para US$ 500 a cota de compras em lojas francas que serão instaladas na cidade, totalizando U$$ 1.000 para quem nos visita”.

 

Cota II

“A cota permitida para compras no Paraguai também vai mudar. O governo vai ampliar de US$ 300 para US$ 500 o valor máximo por pessoa que cruza a fronteira”, disse o presidente Jair Bolsonaro no twitter. O aumento da cota foi anunciada com exclusividade por esta coluna.

 

Novas vagas

O Grupo Muffato, um dos maiores supermercadistas do país, vai abrir 250 novas vagas de emprego assim que concluir a construção de um “atacarejo” (atacado e varejo) em Ponta Grossa. A seleção da novos empregos começa nesta segunda-feira (14) e segue até sexta-feira (18). A maioria das funções não exige experiência.

 

Convênio

A Unila fez convênio com o Hospital e Maternidade Cataratas, em Foz do Iguaçu, para estudantes do último ou penúltimo semestre da graduação do curso de medicina nas especialidades em ginecologia, obstetrícia e pediatria. O estágio, segundo a direção do hospital, logo vai se estender a outras especialidades.

 

Segurança

São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, escolhida pelo ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) como projeto pioneiro, se firmou como laboratório para ações na área de segurança pública no Paraná. Na última semana, a cidade deu mais um passo para se tornar referência na área: assinou termo de cooperação com Estado para troca de informações sobre ocorrências policiais.

 

Encontro nacional

O MBL realiza seu encontro Nacional nos dias 15 e 16 de novembro em São Paulo. Alvaro Dias, líder do Podemos no Senado, será um dos palestrantes. O ex-presidente Michel Temer (MDB) também foi convidado. Dessa forma, o MBL procura se afastar do PSL e do governo de Jair Bolsonaro.

 

Influentes

A FSB levantou os parlamentares mais influentes no Congresso Nacional. Entre os 20 primeiros, cinco são paranaenses: 4º lugar, Sargento Fahur (PSD); 5º lugar, Alvaro Dias (Podemos); 8º lugar Gleisi Hoffmann (PT); 10º lugar, Filipe Barros (PSL); e 13º lugar, Paulo Martins (PSC).

 

Ducci relator

A Câmara dos Deputados instalou a comissão para análise do projeto de lei que regulamenta o uso dos derivados da cannabis como medicamento. O deputado Luciano Ducci (PSB-PR), relator do projeto, defende a urgência da matéria já que a demanda é alta e o acesso é difícil e precário. “A regulamentação dos medicamentos à base de cannabis é urgente e vamos trabalhar para que o modelo do Brasil seja eficiente, seguro, que a regulamentação seja referência no mundo e traga as respostas que as famílias e os pacientes buscam”.

Da Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

TOPO