Copagril
Pastor Mário Hort

“Com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação” – 6ª parte

Imagino um leitor que recebe algum de nossos livretos e fica com pena do difícil trabalho do distribuidor, que lhe entregou a literatura, mas em seu coração surge uma pergunta:

“Quem faz surgir milhares de evangelistas? Eles não ganham nada com isso, porém sempre aparece alguém que procura convencer pessoas da fé em Deus que nunca foi visto e nunca apareceu em minha vida?

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

De repente surge uma angústia no peito do leitor com a pergunta? “O que aconteceria se Deus se revela a mim?” E de repente um calafrio sobe por sua espinha, e sua alma estremece pelo medo de ser confrontado por Deus.

E ele questiona: O que faria Deus com a minha vida que está totalmente fora de seus princípios e de sua vontade?

E então o leitor se vê diante de uma escolha e ele deve definir se joga fora o livreto, ou se avalia o assunto dizendo:

“Deus, se o Senhor realmente existe dê-me um sinal, permita-me ter um encontro com o Senhor em Espírito e verdade, se é que o Senhor existe”.

E, naquele momento pode acontecer algo muito forte, como aconteceu para uma senhora de nome Christel, que recebeu um folheto em sua casa e ela narrou a sua experiência:

“A glória de Deus veio sobre mim de forma muito singular: Nesse instante eu vi uma nuvem entrar pela janela de minha casa, pousou como a glória de Deus sobre a minha mesa. E isso me deixou ainda mais perplexa, pois eu não sabia o que iria acontecer. Pouco tempo depois, a nuvem saiu de minha casa e a glória de Deus se posicionou por um longo tempo, diante da janela de minha casa, do lado de fora. Quando tudo isso havia passado, eu estive cheia de felicidade e nesse instante, ainda perplexa da visão, chegou minha amiga, que havia jogado os mesmos livretos no lixo”. Do livreto: “Você é um projeto de Deus que serve?”.

A senhora me relatou a sua experiência, 15 anos depois daquele encontro com Deus, durante minha viagem de pesquisas, num culto próximo à fronteira da Alemanha com a Holanda.

Ao digitar o título acima lembrei do irmão Airton, que nos visitou em Curitiba e buscou 3.000 Ecos da Liberdade e falou do ministério que realiza no presídio dos pedófilos, e afirmou que lá existem muitos pastores encarcerados, e um deles estuprou sua própria filha de dois anos de idade há poucos dias e está preso.

Posso dizer ao leitor de O Presente que está com essa dúvida e deseja desvendar sua pergunta: Com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação”.

Você deve dizer a Deus em oração confessando com a sua língua: “Senhor, a partir de hoje eu creio que o Senhor existe. Quero fazer agora a minha confissão de fé, quero dobrar os meus joelhos e fazer a confissão de fé com a minha língua para sempre e sempre. Amém.”

Sim, a partir dessa confissão com a sua língua, a sua alma estará salva, seu nome inscrito no livro da vida e jamais o inferno terá poder sobre a sua alma.

 

Mário Hort, o autor é pastor da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon

ecosdaliberdade@yahoo.com.br

TOPO