Copagril
Arno Kunzler

Críticas x elogios

 

A despeito de todas as críticas que se possa imaginar, que o prefeito e o governo de Marechal Cândido Rondon estejam recebendo, alguns pontos precisam ser destacados.

Para aqueles que gostam de criticar tudo e para os opositores, claro que não faltam assuntos e a intenção não é contestar ninguém.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Mas para observadores que precisam destacar os pontos críticos e também enaltecer os pontos positivos, sempre cabe uma reflexão mais ampla.

E nesse sentido me proponho a contribuir com o debate, destacando aquilo que só percebemos quando está ruim; quando está bom passamos batidos.

Me refiro especificamente ao asfalto que liga Marechal Cândido Rondon aos distritos.

Bem no começo deste governo foi reformado o asfalto que liga a sede municipal com o distrito de Porto Mendes, nossa região turística.

A recuperação, viabilizada por intermédio do deputado estadual Elio Rusch, é de responsabilidade do Governo do Estado, mas chama atenção: a rodovia está perfeita.

Poucas vezes desde que esse asfalto foi construído o trecho estava bem conservado. Isso merece destaque.

Por outro lado, e aí com recursos do município, foi reformado todo o trajeto que liga a sede ao distrito de Margarida e São Roque. Custa acreditar que esse trajeto, objeto de tantas reclamações, hoje esteja do jeito que está.

Só percorrendo o trecho para se ter ideia do que foi feito e em que estado se encontra essa estrada hoje.

Todavia, o trajeto mais crítico, que durante anos estava completamente intransitável, era o que liga Porto Mendes à divisa com o município de Mercedes.

Aí sim é possível destacar não só o elevado investimento feito, mas a importância dessa recuperação para ligação dos dois municípios.

Um trajeto que politicamente não desperta grande repercussão, mas que para os moradores que utilizam é extremamente importante.

Agora temos a boa notícia de que será pavimentado o restante da estrada que liga Novo Horizonte ao Clube Lira, asfalto sobre o pavimento de pedras irregulares, em alguns lugares quase intransitável.

Mesmo querendo utilizar aquele pavimento com pedras irregulares era complicado.

Um trajeto que encurta para quem vem de Guaíra a Marechal Cândido Rondon, para quem reside na parte Oeste da cidade, para quem vai aos distritos de Iguiporã e Bom Jardim ou para quem vem de Guaíra e vai a Pato Bragado e Entre Rios do Oeste.

E a mais importante de todas, a obra que foi licitada e ainda será realizada, que é a recuperação do anel viário, ou Contorno Sul, como queiram.

Essa sim é muito esperada, até porque sem essa recuperação não há como desviar os caminhões do centro da cidade.

São obras vultuosas, importantes e necessárias.

Esse é o registro, apenas um registro ponderado de quem utiliza essas rodovias e consegue diferenciar o estado anterior com o atual.

Não é para contestar e nem defender ninguém, é uma constatação.

 

Arno Kunzler é jornalista e diretor do Jornal O Presente e da Editora Amigos da Natureza

arno@opresente.com.br

TOPO