Copagril – Sou agro com orgulho
Arno Kunzler

Decepcionante

Os debates e as discussões políticas no Brasil são simplesmente decepcionantes.

Enquanto tivermos um governo que alimenta a doentia discussão entre esquerdismo e direitismo não vamos encontrar um caminho para unir a Nação.

Casa do Eletricista – BOBCAT

Uma coisa é ter oposição, críticas, mostrar o contraditório, outra é fazer campanhas continuadas contra pessoas e entidades.

Se no passado a grande mídia tentava manipular as pessoas, agora usam para isso as mídias sociais.

O que vimos hoje como debate político não passa de peças, manifestações elaboradas que procuram destruir a imagem de outrem, às vezes com críticas sobre postura, atitudes ou simplesmente filiação partidária.

O que assemelha a atuação dos defensores do governo PT e os defensores do governo Bolsonaro são conteúdos e mensagens agressivas e raivosas, intolerantes, às vezes ataques pessoais que promovem verdadeiro massacre moral de pessoas ausentes, que não podem se defender disso.

Fica evidente o desprezo pelo contraditório, pela busca da verdade, pelo bom senso.

Precisamos superar esses sentimentos para encontrar um caminho que nos leve a discussões mais racionais, onde se discutam soluções e alternativas para os problemas e não esse bate-boca que não leva a nada e só nos distancia ainda mais.

Precisamos estimular o debate saudável, que inclui a compreensão e a necessidade do direito à defesa.

Caso contrário, se o debate for inibido na raiz, se as pessoas que têm opinião não sentem ambiente para opinar, os governos de plantão estarão sempre certos.

Estamos substituindo o debate democrático, que também tem lá seus defeitos, por um monólogo e sem confronto de ideias.

Essa prática não é democrática; é publicidade de regimes autoritários.

São pessoas que selecionam frases ditas, gestos e atos praticados e colocam isso num novo contexto para expor o contraste que se pretende mostrar.

Espalham essas mensagens através de suas redes de contatos e seguidores alienados e sem percepção de como é nocivo ao debate e à discussão política.

Verdadeiramente, isso não é debate, não é uma discussão saudável. Isso é manipulação de pessoas.

Na maioria das vezes são peças curtas, com efeito fulminante e convincente, pois ali não está presente o elemento básico, o contraditório e nem o contexto original.

São essas mensagens, muitas delas agressivas e com versões mentirosas, que turbinam nossas discussões diárias e nos levam a lados opostos, sem que esse seja o nosso desejo.

Pensemos nisso.

 

Arno Kunzler é jornalista e diretor do Jornal O Presente e da Editora Amigos

arno@opresente.com.br

 

TOPO