Isai Marcelo Hort

Defenda seu parceiro

“Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão” (Ec. 4:12)

Não lute contra ele, lute por ele.

Ninguém deveria arriscar-se de entrar no meio dos dois, a menos que seja para unir quem está cegamente se separando ou proteger quem esteja sendo maltratado.

Preste atenção, ninguém, nem sogro, sogra, cunhado, cunhada, primo, prima ou parente algum pode colocar o homem contra sua esposa e vice-versa. Parentes devem ser um estímulo para a união, nunca o contrário.

Se alguém tentar separá-los, levante as luvas, olhe firme nos olhos e posicione-se em defesa do seu parceiro. (Eu conto com a compreensão do sentido figurativo, não saia batendo em ninguém por aí)

Marido, diga aos críticos de sua esposa: “Não mexa com ela. Não fale mal de minha parceira”.

Infelizmente não é raro ver os próprios pais do casal criticarem genros e noras para ganharem a atenção do filho que saiu de casa. Mais difícil ainda é quando o casal continua morando junto dos pais. Por necessidades financeiras, muitos são forçados a isso, mas meu conselho é que saiam desta situação o quanto antes. “O homem deixa pai e mãe para se unir à sua mulher, e eles se tornam uma só carne”. (Gn 2.24)

Interessante que a bíblia não diz que você é uma só carne com seus pais, nem com seus irmãos, mas fala isso do cônjuge. Respeite e ame seus parentes, mas o cônjuge deve vir em primeiro lugar.

Se tiver que decidir entre agradar os parentes ou o cônjuge, opte em agradar a sua metade e faça assim um bem a si mesmo.

Mulheres, cuidado com algumas “amigas”. Elas podem colocar um espírito crítico em você. Pode ser que critiquem justamente por sentirem inveja do seu relacionamento. Se for necessário, perca uma amiga, mas não perca o marido.

 

Como manter egoístas unidos?

“O cordão de três dobras não se quebra tão depressa” (Ec. 4:12)

Rivalidade infelizmente é a tendência de todo ser humano. Nossa natureza é egoísta e não altruísta. Se você não tem tendências egoístas enraizadas em sua natureza, por favor me passe seu endereço, eu gostaria de conhecê-lo. Você é raridade! 
Até hoje não encontrei ninguém livre do desejo de querer vencer uma discussão, de achar que a suas ideias são as melhores, etc. 
“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas”. (Jr. 17.9)

Ditados comuns como: “Siga o seu coração” e “alcance os seus sonhos” são extremamente perigosos. Apenas quando nosso coração estiver alinhado com o coração de Deus é que podemos fazer a nossa vontade.

Algumas vezes este impulso carnal de rivalidade me levou a ofender minha esposa. Quando menos percebo, eu já a ofendi. Nestes momentos é que a terceira parte da corda (presença de Deus) me aproxima novamente dela e me ajuda a vencer meu egoísmo e pedir desculpas.
É por isso que o texto bíblico fala do cordão de três dobras. A terceira parte no cordão é a mais forte. O próprio DEUS quer estar segurando e fortalecendo o casal que tem suas tendências egoístas. 
Em 2003, quando morava e estudava na Alemanha, faltavam poucos meses para vir ao Brasil casar com Aline e levá-la comigo para juntos continuarmos os estudos. Um senhor idoso me ensinou uma lição de ouro. Gentilmente ele me chamou para um canto e me explicou a palavra “matrimônio” no idioma alemão. 
EHE é a breve palavra alemã. Ele explicou que os dois “E”s das pontas são dois egoístas que só podem se manter unidos se o “H” estiver no meio. O “H” representa a palavra HERR, que em português significa SENHOR. 
Está claro que o sucesso e a fama não têm força alguma para manter dois egoístas unidos. A presença do SENHOR sim.

TOPO