Ecoville – Maior rede de limpeza
Ford Show Rural
Editorial

Direitos garantidos

Quer casar ou se divorciar? Quer fazer o RG ou o CPF? Ou ainda dar fim ao processo do seguro DPVAT? Quem sabe participar de atividades recreativas e culturais, conhecer mais sobre o trabalho da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, fazer exames de DNA? Que tal agilizar aquela perícia empacada no INSS, fazer um check-up rápido para ver se a saúde está em dia ou dar cabo àquele desgastante processo da Justiça comum? Se você se interessou por alguma dessas atividades, seu endereço no próximo fim de semana é um só: o Centro de Eventos de Marechal Cândido Rondon. O local será palco de mais uma edição do Programa Justiça no Bairro, que leva com singular velocidade e eficiência serviços que normalmente demoram e/ou são difíceis de serem acessados por parte da população.

Promovido pela administração pública municipal de Marechal Cândido Rondon, Poder Judiciário, Sesc, 20ª Regional de Saúde, Polícia Militar, universidades, entre outras entidades e profissionais de vários setores, o programa garante esses direitos especialmente a pessoas com baixa renda ou algum tipo de vulnerabilidade social, oportunizando a essa faixa social algumas soluções rápidas e que melhoram significativamente seu bem-estar, seu dia a dia.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

O Justiça no Bairro não é inédito tão pouco exclusividade rondonense – ainda bem. Ele já é realizado há muitos anos, com formatos parecidos, em diversas cidades do Paraná e do Brasil. Através de programas como ele, milhares ou até milhões de pessoas conseguiram acessar seus direitos, conquistaram o tão sonhado matrimônio de papel passado, eliminaram rancores e apaziguaram adversidades para seguir em frente, tocando a vida. É bom ter mais uma vez essa iniciativa em Marechal Cândido Rondon, estendida à região.

O Brasil vive um momento de reconstrução, de realinhamento com valores éticos e morais, de reestruturação dos poderes constituídos e das instituições, de iminentes reformas que vão afetar o dia a dia das pessoas. O país vive um período de transformação, que deve o levar a um futuro menos injusto e mais decente. Para tanto, o primeiro passo é oferecer as garantias descritas na Constituição Federal ao cidadão, especialmente àquele com dificuldades das mais distintas por conta de infortúnios que a vida lhes pregou. Os direitos de nada adiantam se não são acessados por quem direito os tem. De outro lado, naturalmente, são benéficos a quem os acessa.

É a justiça, é a saúde, é o entretenimento, é a informação e a formação no bairro. Dezenas de servidores e voluntários vão participar dessa ação, estendida aos outros cinco municípios da comarca – Nova Santa Rosa, Mercedes, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado e Quatro Pontes. Já está quase tudo pronto para o Justiça no Bairro, programa que enobrece a vida de seus alvos e distribui democracia, saúde e bons momentos para a comunidade. É esse engajamento, com atitudes simples, mas capazes de revolucionar, que o Brasil precisa para sustentar uma posição mais agradável na escalada pelo tão sonhado desenvolvimento social, econômico e cultural.

TOPO