Copagril
Coluna ADI-PR

Diretor-geral da Itaipu enxuga escritório da binacional em Curitiba

Itaipu enxuga

O diretor-geral da Itaipu, Joaquim Silva e Luna, resolveu enxugar o escritório da binacional em Curitiba. Os 150 funcionários na Capital serão transferidos até 2020 para a sede da usina, em Foz do Iguaçu. A Itaipu quer economizar cerca de R$ 2,5 milhões por ano só com o fim do aluguel na Capital, que terá um pequeno escritório de representação.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

 

Desemprego

A taxa de desemprego no país no primeiro trimestre foi de 12,7%. As menores taxas foram em Santa Catarina (7,2%), Rio Grande do Sul (8%) e Paraná e Rondônia (ambos com 8,9%). Os piores resultados foram registrados no Amapá (20,2%), Bahia (18,3%), Acre (18,0%), Maranhão (16,3%) e Pernambuco (16,15%). Um quarto dos 13,4 milhões de desempregados está há dois anos ou mais em busca de trabalho, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Do total de desempregados, 24,8%, ou 3,3 milhões de pessoas, estão nessa condição há dois anos ou mais.

 

Emenda Lupion

O deputado Pedro Lupion (DEM-PR) recebeu carta de apoio de 46 entidades do setor produtivo à emenda na MP da Liberdade Econômica. Lupion propôs alteração no tabelamento do frete dos caminhoneiros ao definir como referencial, e não como vinculativo, o preço mínimo do quilômetro rodado. “Os dados demonstram que o tabelamento provocou uma redução de 0,11% do PIB, a redução de 203 mil empregos e um aumento de 0,34 pontos no IPCA de 2018”, diz a carta entregue ao deputado.

 

Emenda II

Para Lupion, está mais do que provado que a tabela atual do frete não funciona. “Tivemos decréscimo na economia de R$ 7 bilhões, praticamente 200 mil empregos perdidos, isso tudo porque quando o Estado entra para regular um setor da economia, ele acaba diminuindo a autorregulação de mercado. E quem paga essa conta não é o governo ou os caminhoneiros, são os produtores rurais”.

 

Gilmar e Fux em Curitiba

Os ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), estarão em Curitiba nos próximos dias 29 e 31, na sede da OAB do Paraná, para participar do Congresso Brasileiro de Direito Processual Constitucional. O encontro vai reunir juristas e especialista e marcará ainda a transmissão do cargo de presidente da Associação Brasileira de Direito Processual Constitucional, que passará do professor André Ramos Tavares, da USP, para o professor Luiz Guilherme Marinoni, da UFPR.

 

Prêmio internacional

A ex-governadora Cida Borghetti recebeu prêmio de reconhecimento pelo trabalho prestado em prol das crianças e das famílias brasileiras. O prêmio foi entregue durante a cúpula Mundial da Organização Mundial da Família (OMF) que reúne em Lisboa, Portugal, representantes dos cinco continentes. “É uma consagração de muitos anos de trabalho e dedicação às causas da família e primeira infância. Estou muito honrada por esse reconhecimento”, disse Cida ao receber o prêmio da presidente da OMF, Deisi Kusztra.

 

Delúbio em Curitiba

O ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, está morando em Curitiba, onde cumpre prisão em regime semiaberto, depois de ser condenado pela Justiça Federal. Delúbio trabalha na CUT e tem que se recolher depois das 18 horas em casa. Dias atrás, Delúbio saboreou uma feijoada junto com a mulher e um grupo de amigos em restaurante tradicional no centro da cidade, atendeu os curiosos, tirou fotos e até mostrou a tornozeleira eletrônica.

 

Farmacêuticos

A Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei do deputado Paulo Litro (PSDB) que obriga empresas transportadoras de medicamentos contarem com a presença de farmacêutico em seus quadros técnicos. “O transporte é o momento com maior probabilidade para ocorrerem alterações na qualidade e eficácia dos medicamentos. A presença do farmacêutico nas empresas ajudará a minimizar esses riscos ao longo de todas as etapas da cadeia logística”, enfatiza Paulo Litro.

 

Interiorização

“Sou do interior, sou pé vermelho e sabemos que as vezes a distância com a Capital é muito maior do que os 500 quilômetros. Com a interiorização ela deixa de ser física e passa a ser de resultados. A partir do momento que se transfere o poder de decisão de Curitiba para a nossa base, a gente consegue perceber a importância do nosso o interior, com cidades fundamentais para a estruturação desse Estado pujante que a gente tem”. Do deputado Tiago Amaral (PSB) sobre a instalação dos trabalhos da Assembleia Legislativa na Expoingá, em Maringá.

 

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br 

TOPO