Copagril – Compras no Site
Arno Kunzler

É O FIM…

Com o objetivo de conseguir apoio no Congresso para aprovar a nova CPMF, o governo tenta de tudo.

Para melhorar o humor dos deputados e senadores que prometem não aprovar o novo imposto, o governo agora amplia seu alcance, incluindo governos estaduais e prefeituras nos benefícios. Assim, alguns prefeitos já se mobilizam para pedir apoio aos deputados…

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

O Brasil não suporta mais impostos, o Brasil rejeita qualquer proposta de novos impostos.

Essa é a questão e os prefeitos e deputados que aprovarem uma insanidade dessas certamente terão que se explicar e não encontrarão mais apoio político para novos pleitos.

Os governos, com sua imensa capacidade de gastar mais do que arrecadam, não têm vergonha de assaltar ainda mais o bolso dos contribuintes para sanar suas incompetentes gestões.

E nem quero discutir se o dinheiro vai para a saúde, para duplicar rodovias, construir hospitais.

Se os governos fossem mais honestos e tivessem um mínimo de competência já teriam dinheiro para tudo isso.

Já bastam os impostos que o povo brasileiro é obrigado a pagar, o dobro do que alguns países.

E basta olhar os serviços que temos para descobrir que mais impostos não melhorarão nossas vidas, pelo contrário, servirão apenas para alimentar a fome e a sede dos corruptos que vivem às custas dos nossos impostos.

Portanto, prefeitos e deputados que representam o Oeste do Paraná, não entrem nessa. É fria, e vocês vão pagar caro pela atitude equivocada.

Vamos olhar para dentro dos governos, do próprio Congresso, das câmaras e assembleias e outras instituições alimentadas com orçamentos públicos.

É só ver o que se pratica ali, tanto com salários, com diárias, com aposentadorias, com valores pagos para construção de obras, de serviços e perceber que do jeito que estão fazendo poderão ter orçamentos infinitamente maiores, que sempre vai faltar dinheiro.

Quem está dentro do sistema pode não perceber que a exploração chegou ao limite, mas quem está pagando impostos sabe que chegou.

Se o governo federal e seus aliados políticos no Congresso não conseguem equilibrar o orçamento, que dobrou de valor nos últimos anos – e não é só o do governo federal -, não é recriando a famigerada CPMF que isso vai mudar.

Pelo contrário, vamos ter mais dinheiro, mas não para saúde, para educação, para as estradas.

Vamos ter mais dinheiro para engrossar as propinas que hoje parecem não ser suficientes, já que muitos aliados estão abandonando esse governo.

Para segurar os insatisfeitos, o governo precisa mais dinheiro, é isso. O governo tem sede de dinheiro, aliás, isso é uma marca do governo do PT, que conseguiu melhorar muito a arrecadação de impostos.

E o pior, não arrecada mais dos ricos, arrecada mais de todas as classes sociais, inclusive dos pobres.

Pra quê?

Para comprar políticos e calar a boca dos que sabem das falcatruas.

Ao invés de novos impostos, que irresponsavelmente tentam nos imputar, cadeia para os corruptos, principalmente os que desviam o dinheiro que falta na saúde pública, na educação, na conservação de estradas e outras necessidades do povo brasileiro.

Essa é a solução, não novos impostos.

 

* O autor é jornalista e diretor do Jornal O Presente

arno@opresente.com.br

TOPO