Coluna ADI-PR

Eleições municipais podem ser adiadas de 04 de outubro para 06 de dezembro

Desafio

Empossado ontem (25), o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, se depara com um grande desafio: terá pela frente a missão de avaliar rapidamente a viabilidade das eleições municipais em outubro. O ministro já se manifestou sobre o calendário eleitoral este ano. Em reunião virtual com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), no início desse mês, Barroso defendeu que, se for o caso, o adiamento seja o mais curto possível.

Casa do Eletricista – RETOMA

 

Adiamento

Líderes partidários da Câmara dos Deputados e do Senado estão costurando um acordo para adiar as eleições municipais de outubro para o dia 06 de dezembro, em decorrência da pandemia de Covid-19. A data já havia sido citada pelo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disse também considerar o dia 15 de novembro como outra data possível. Entre líderes da Câmara, há quase unanimidade pela escolha do dia 06 de dezembro, mas ainda não há um acordo fechado.

 

Retomada econômica

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, demonstra otimismo e confiança na retomada econômica do Paraná. “Com todos os cuidados exigidos em tempo de pandemia, seguimos trabalhando pela infraestrutura do Paraná: rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. As 399 prefeituras com os projetos estruturantes, além das fronteiras com outros Estados e países. A retomada do nosso crescimento será através da infraestrutura”, enaltece.

 

Sem interferência

Contrário ao argumento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o deputado Filipe Barros (PSL) questiona a interferência política na Polícia Federal aludida por Moro. “Seu Sérgio diz que Jair Bolsonaro não teve compromisso com a pauta de combate à corrupção. Mais uma vez os fatos desmentem sua narrativa mentirosa. Bastou sair do Ministério da Justiça que a Polícia Federal voltou às ruas em operações de combate à corrupção, agora no Covidão”, destaca.

 

Ativismo político

O deputado Ricardo Barros (PP) disse que o vídeo da reunião ministerial, divulgado por decisão do ministro Celso de Mello (STF), não comprova a acusação feita pelo ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir nos trabalhos do comando da Polícia Federal. “A divulgação de partes da reunião ministerial que não se referem à Polícia Federal e a Sérgio Moro é abuso de autoridade. De nada serve à investigação, inútil à Justiça. Ativismo político no Judiciário tem sido um calvário para o Brasil e para os brasileiros”, postou Barros no Twitter.

 

Entre os riscos

O deputado Paulo Martins (PSC) disse que o confinamento causa sérias consequências psicológicas à população. O deputado defende a tese do bioquímico Michael Levitt de que o confinamento “salvou algumas vidas de acidentes de trânsito, mas foram extremos os danos sociais, como o abuso doméstico, os divórcios e o alcoolismo”. Martins alerta para o risco a longo prazo, não só econômico, mas social e psicológico.

 

Repatriação

A deputada Aline Sleutjes (PSL) se reuniu com o ministro Ernesto Araújo (Relações e Exteriores) como porta-voz de um grupo de 111 brasileiros que precisam ser repatriados da Argentina, Chile e Rússia. Devido a severas restrições por conta da pandemia da Covid-19, a deputada solicitou medidas urgentes para iniciar conversas diplomáticas com os consulados destes países para que os brasileiros possam voltar o mais rápido possível e em segurança.

 

Racha

A deputada Christiane Yared (PL) publicou trecho da reportagem que mostra vídeos postados por youtubers disputando racha em via pública. Os vídeos foram ao ar no Fantástico da TV Globo. A deputada mais uma vez voltou a reforçar a importância da aprovação da lei de sua autoria, a qual estabelece sanções para quem praticar infrações gravíssimas e divulgá-las nas redes sociais, ainda que o ato não tenha sido registrado pelos agentes de trânsito. O texto também prevê punição nos canais que não tomarem medidas de suspensão dos vídeos.

 

Comida Boa

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) informou que mais de 53 mil pessoas já receberam o voucher de R$ 50 do cartão Comida Boa nas cidades do Norte Pioneiro. “São milhares de famílias de todos os 46 municípios da região que vão receber este auxílio para garantir comida boa e saudável à mesa, proposta esta aprovada na Assembleia Legislativa. Muitas cidades já entregaram 80% dos cartões e vão finalizar a entrega nesta semana”, disse.

(Foto: Délia Felberg/Alep)

 

Taxa de ocupação

Oito dos dez leitos do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais estão ocupados. O prefeito Marcelo Rangel (PSDB) fez um alerta para a população sobre a ocupação de leitos de UTI. “Em poucas horas recebemos sete pacientes graves da região dos Campos Gerais que estão sendo atendidos nas UTIs Hospital Universitário Regional, elevando para o nível amarelo a taxa de ocupação de leitos”, disse o prefeito de Ponta Grossa.

 

Ventilador mecânico

O deputado Delegado Franchischini (PSL) destacou a iniciativa de estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) na produção de um ventilador bem mais barato. “Com um motor de limpador de para-brisas recebido em doação e movidos por uma única motivação: ajudar ao próximo e fazer o bem neste momento difícil de pandemia, pesquisadores do campus Ponta Grossa da UTFPR desenvolveram um ventilador mecânico de baixo custo para hospitais. Parabéns a todos pela iniciativa”, elogiou.

 

Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

TOPO