Paraná Produtivo - ADI-PR

Empresa paranaense tem participação na 1ª plataforma totalmente automatizada do mundo no combate à Covid-19

Inteligência artificial

No último dia 22, em São Francisco, Califórnia (EUA), foi lançada a All-Clear, a primeira plataforma totalmente automatizada do mundo que ajuda a combater a Covid-19. A All-Clear foi desenvolvida pela Airspace e a paranaense Geo-X, em cooperação com o Departamento de Defesa norte-americano. O All-Clear é um sistema automatizado de detecção de máscaras, distanciamento social, pontos de contato e temperatura corporal usando imagens de câmeras. O sistema até permite comandar uma frota de drones pulverizadores para a sanitização de áreas urbanas. A Geo-X tem matriz em Realeza, no Sudoeste do Paraná, e escritórios em São Paulo e em São Francisco, no Vale do Silício (EUA). O conselheiro do Crea-PR, engenheiro civil Fernando Shimata Ghiraldi, é responsável pelas operações no Brasil, enquanto o sócio, o engenheiro eletricista Aislan Gomide Foina, diretor-geral da empresa, chefia o departamento de P&D e trabalha em conjunto com a Airspace.

Casa do Eletricista – RETOMA

 

Agro é único

A agropecuária apresentou crescimento de 0,6% no primeiro trimestre de 2020 em comparação ao quarto trimestre de 2019, conforme dados divulgados na última sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do país. O setor foi o único da atividade econômica nacional a crescer no período analisado, de acordo com o estudo. Em relação a igual período do ano anterior (primeiro trimestre), a agropecuária teve crescimento de 1,9%. “Esse resultado pode ser explicado, principalmente, pelo desempenho de alguns produtos da lavoura com safra relevante no primeiro trimestre, como a soja, e pela produtividade, visível na estimativa de variação da quantidade produzida vis-à-vis à área plantada”, diz o IBGE. O PIB do país teve contração de 1,5% nos primeiros três meses do ano no comparativo com o quarto trimestre do ano passado.

(Foto: Divulgação)

 

R$ 1 bilhão em contratos

Desde o início da crise generalizada provocada pela pandemia de Covid-19, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) registrou um aumento na procura de linhas de créditos e financiamentos. O aumento nas operações solicitadas se dá, principalmente, por empresários paranaenses que buscam manter o fluxo de caixa das empresas e amenizar os efeitos financeiros da crise. Com este aumento espontâneo das demandas, o BRDE registrou, na última semana, o marco de R$ 1 bilhão em contratos nos cinco primeiros meses de 2020, o que gerou um incremento, nos dados consolidados da região Sul, de 78% frente às contratações no mesmo período do ano passado. Só do Paraná são R$ 358 milhões. No total, o BRDE estima que houve um incremento de pelo menos 132% na quantidade de operações aprovadas entre janeiro e maio de 2020.

 

Mão de obra

Entre os meses de fevereiro, março e abril deste ano, cerca de 8,166 milhões de pessoas estavam ocupadas na agropecuária. O número representa uma queda de 1,2% (o equivalente a 100 mil pessoas) frente ao trimestre móvel anterior (janeiro/fevereiro e março) e de 2,8% (233 mil pessoas) em relação ao mesmo período de 2019. Os dados foram divulgados na última sexta-feira (29) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em seu segundo relatório mensal da mão de obra na agropecuária. O Cepea afirma que para avaliar o potencial efeito da Covid-19 sobre o nível de ocupações é preciso saber qual seria o comportamento esperado para esse trimestre móvel avaliado (encerrado em abril). O relatório indica que a população ocupada na agropecuária no trimestre móvel encerrado em abril ficou 2,4% ou 201 mil pessoas abaixo do esperado.

 

IPC-S em queda

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), fechou maio com deflação de 0,54%. A taxa é menor que a observada em abril (-0,18%). A pesquisa foi realizada no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador e Recife. O acumulado em 12 meses é de 1,83% de inflação. Quatro das oito classes de despesas tiveram inflação em maio, com destaque para os alimentos, que passaram a custar 0,37% mais caros no período. Gastos com saúde e cuidados pessoais também tiveram alta de preços (0,21%). Outros grupos com registro de inflação foram despesas diversas (0,10%) e comunicação (0,01%). Quatro classes de despesas tiveram deflação, com destaque para transporte (-2,06%) e educação, leitura e recreação (-2,12%). Os outros grupos com queda de preços foram habitação (-0,19%) e vestuário (-0,23%).

 

Fechamento temporário

O eventual fechamento temporário de frigoríficos de bovinos no Brasil em função dos casos de contaminação por coronavírus entre funcionários não teria efeito prejudicial à cadeia produtiva como um todo, avaliou o sócio-diretor da Scot Consultoria, Alcides Torres. Em live promovida pela consultoria, Torres disse que a cadeia pecuária no Brasil “é muito pulverizada” e “convive há tempos” com eventuais aberturas e fechamentos de plantas, sem que isso afete sobremaneira todo o processo produtivo e desequilibre o fornecimento nacional de carne. “Logicamente, há efeitos regionais, onde a situação pode ser dramática, mas nacionalmente afeta pouco”, disse ele, acrescentando, ainda, que há regiões nas quais se um frigorífico fechar, outro acaba atendendo à demanda. O consultor disse que situação diferente ocorre nos Estados Unidos, onde as plantas têm grande capacidade diária de abates, “cerca de seis vezes às maiores plantas frigoríficas do Brasil”.

 

China veta EUA

Autoridades do governo chinês disseram às principais empresas agrícolas estatais para interromper a compra de alguns produtos agrícolas americanos, incluindo soja, enquanto Pequim avalia a escalada em andamento das tensões com os Estados Unidos (EUA) sobre Hong Kong. De acordo com a Safras & Mercado, holdings estatais de processamento de alimentos Cofco e Sinograin foram ordenados a suspender as compras. Os compradores chineses também cancelaram um número não especificado de pedidos de carne suína dos EUA. As empresas privadas não foram instruídas a interromper as importações. A paralisação é o último sinal de que o difícil acordo comercial da primeira fase entre as duas maiores economias do mundo está em risco. Enquanto o primeiro-ministro chinês Li Keqiang reiterou no mês passado a promessa de implementar o acordo assinado em janeiro, as tensões continuaram a aumentar desde então, em meio a um impasse sobre a decisão de Pequim de estreitar seu domínio sobre Hong Kong.

 

Carne suína

O Vietnã pretende aumentar suas importações de carne suína até 2020 para atingir um volume total de 100 mil toneladas, de acordo com o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural (MARD). As autoridades esperam baixar os preços no mercado interno, já que os produtos importados são muito mais baratos que a carne suína local, informa Saigon online. Os principais fornecedores de carne de porco do país asiático são Brasil, Canadá, Polônia, Estados Unidos e Espanha. O vice-ministro Phung Duc Tien afirmou que criaria as condições mais favoráveis para as empresas sob a direção do primeiro-ministro importar 100 mil toneladas de carne suína este ano. O tempo de documentação e procedimentos de quarentena para o desembaraço aduaneiro é reduzido pelo ministério de acordo com o mecanismo alfandegário de “porta única” e a qualidade da carne importada deve atender aos padrões europeus.

 

Concessões de crédito

As concessões de crédito no período de 1º de março a 22 de maio de 2020 somaram R$ 914,2 bilhões, incluindo contratações, renovações e suspensão de parcelas, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Conforme a federação, nesse período os bancos negociaram 9,7 milhões de contratos com operações em dia, com saldo devedor de R$ 550,1 bilhões. A soma das parcelas suspensas dessas operações repactuadas totaliza R$ 61,5 bilhões. Empresas e consumidores passaram a ter uma carência entre 60 a 180 dias para pagar suas prestações. De acordo com a Febraban, a maioria dos agentes beneficiados com prorrogação de parcelas é representada por pequenas empresas e pessoas físicas (R$ 33,1 bilhões). Segundo a Febraban, a taxa de juros para o conjunto das operações de crédito recuou de 23,1% para 21,5% ao ano. E o spread médio das operações de crédito caiu de 18,6% para 17,2%.

 

Turismo internacional

O turismo internacional deve cair 70% neste ano, marcando a maior queda do setor desde o início dos registros na década de 1950, disse o secretário-geral da Organização Mundial de Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, ao jornal alemão “Handelsblatt”. Pololikashvili afirmou que essa previsão para o setor atingido pelo coronavírus se baseava na suposição de que países ao redor do mundo abririam suas fronteiras gradualmente a partir de agosto. No Brasil, levantamento realizado pela Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa) e pelo Laboratório de Estudos em Sustentabilidade e Turismo da Universidade de Brasília (UNB) estima que as empresas do setor no país perderam cerca de R$ 1 bilhão somente no mês de abril. Em abril, 54% das empresas não realizaram nenhuma venda, número superior aos 45% que não tinham tido comercialização no mês de março.

 

Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.   

 

TOPO