Ford Ka 2020
Pastor Mário Hort

Encontrei o caminho, a verdade e a vida em Moscou – 5ª parte

Circular por Moscou, na Rússia, logo a partir do aeroporto DME, foi transitar por avenidas amplas e magníficas. Fiquei impressionado com a grandiosidade da cidade fundada em 1147. A beleza de seus edifícios e a falta total de pichações ou andarilhos caídos nas ruas chamam a atenção.

Porém, o mais impressionante para minhas pesquisas é conhecer a fé cristã de pessoas de diferentes raças e culturas e agora a teologia dos moscovitas.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

É isso que nos faz viajar pelo mundo para manter a perfeita unidade do evangelho de Cristo. Tenho a maior satisfação de levar as experiências de povos, raças e línguas.

Encontrei um irmão na fé que reside a três mil quilômetros de Moscou, porém sua fé está em perfeita harmonia com os princípios que conhecemos na América do Sul.

Foi este fato que me comoveu no terceiro culto que participei num domingo, após visitar a Igreja Ortodoxa, a Luterana e um grupo missionário em Moscou.

A mensagem do pastor em idioma russo soava para mim quase absurda, pois eu não entendia nenhuma palavra. Mas um irmão sentou-se atrás de mim e me falou no ouvido direito em inglês, e com o esquerdo eu ouvia a mensagem em idioma russo.

O tradutor foi tão perfeito a ponto de eu me emocionar ao ouvir o pastor dizer com todas as letras tudo quanto nós ensinamos durante décadas em nossos cultos e evangelizações. Seu tema foi: “Você precisa da certeza de sua salvação!”.

Eu ouvia as palavras do pastor e precisava enxugar as lágrimas constantemente, pois cada frase foi uma verdade perfeita. Eu havia encontrado a “água pura”, o verdadeiro evangelho, em uma pequena igreja no outro lado do globo, em Moscou.

Com muita capacidade e biblicamente fundado, o pastor russo falou:

1° Devemos nascer de novo para entrar no reino de Deus.

2° Devemos viver na santidade diante de Deus.

3° Então seremos glorificados no final de nossa caminhada.

É lamentável que existem muitas falsificações cristãs, especialmente no Brasil, e é isso que envergonha.

Devemos gastar muito tempo combatendo o “evangelho pirata” e não podemos socorrer aqueles que estão morrendo nos presídios, hospitais…

É essa a razão pela qual procuramos as experiências de fé de pessoas em diferentes paradigmas da vida, e trazemos para nossos leitores o que de melhor encontramos da ação de Deus.

É importante que tenhamos uma única verdade, um único caminho e só assim teremos a vida eterna.

Encontrei diferenças na Igreja Ortodoxa, Luterana e no grupo missionário, mas senti amor divino nas palavras da freira que me comoveu.

Na Igreja Luterana, Igor me falou de sua experiência e no amor de Cristo juntou uma pequena coleta para pagar o meu táxi, pois eu não tinha rublos miúdos. Isso foi evangelho comovedor.

E encontrei o evangelho cristalino nas palavras do missionário.

 

Mário Hort, o autor é pastor da Igreja de Deus no Brasil em Marechal Cândido Rondon

ecosdaliberdade@yahoo.com.br

TOPO