Copagril – Sou agro com orgulho
Arno Kunzler

Errando a mão

A pandemia não exige apenas criatividade para encontrar soluções, exige também muito equilíbrio de quem fala e age por nós.

Nesse sentido, podemos verificar o quanto estamos longe do ideal.

Casa do Eletricista – BOBCAT

Enquanto o presidente Bolsonaro se atrapalha em quase todas as manifestações sobre Covid-19, governadores e prefeitos se atrapalham nas medidas de isolamento.

Enquanto o presidente conseguiu dificultar a compra e um programa nacional de vacinação, os governadores e muitos prefeitos se atrapalham com as questões como o fechamento do comércio.

Tanto o governo federal criou contra si um bombardeio de críticos por causa de suas posições como os governadores e prefeitos têm contra si uma onda de insatisfação por causa das regras e fechamento do comércio.

Tá muito claro que nem o governo federal e nem governos estaduais e prefeituras estão conseguindo unanimidade.

E pior, os ânimos exaltados de lado a lado não ajudam em nada. Pelo contrário, só pioram, só criam mais dificuldades e menos resultados.

Existe uma palavra, ou duas, que precisa ser introduzida nas discussões sobre a pandemia: BOM SENSO.

Se não houver um mínimo de bom senso, se cada um achar que suas ideias são as únicas certas, vamos bater cabeça.

Precisamos urgentemente de vacinas e de um programa de vacinação para nos defender da pandemia e precisamos o comércio forte gerando empregos e renda.

Como alguém pode não entender isso?

Como alguém pode brigar por achar que vacina não precisa?

Como alguém pode achar que o comércio fechado não vai ter consequências danosas no futuro próximo?

 

Arno Kunzler é jornalista e diretor do Jornal O Presente e da Editora Amigos

arno@opresente.com.br

 

TOPO