Copagril
Silvana Nardello Nasihgil

Eu te amo!

É uma frase tão curta, mas com tanto significado!!! É a frase que contém o maior poder existente quando junta todas as palavras. Toca a alma, dá arrepios, consola, aquece, acalenta, faz vibrar o coração, acolhe, anima, traz esperança, felicidade, leveza, alegria, renova a vida, enche o viver de significados e dá sentido a muitas coisas que sem o amor nem existiriam.

Tão simples e tão complexa, muitas vezes dita sem ser sentida e tantas outras sentida e nunca dita.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Não importa o tipo do amor, amor é amor, se entre pares, de pais para filhos, de filhos para seus pais, amigos… seja como for, sentir o coração transbordante de amor traz cor e brilho ao viver e tem o poder de ressignificar todas as diferenças.

Esse sentimento tão grandioso muitas vezes esbarra em algo lá dentro, onde se guarda tímido e escondido um “quase medo” de expressá-lo, e sem saber como isso acontece ou por que acontece, muitos têm dificuldade de expressar em palavras o que vibra dentro do coração.

É muito triste imaginar-se amado(a) por alguém sem poder falar desse sentimento, sem ouvir em palavras essa confirmação. É igualmente triste sentir o coração transbordaste e faltar coragem de expressar em palavras, quando tudo o que grita lá dentro é: eu amo você!

É tão lindo deixar o coração livre, emprestar a ele a nossa boca, para que possa dizer sem medo sobre a grandiosidade do sentimento que habita em seu interior. É tão lindo para quem ouve e tão libertador para quem fala que se pudéssemos mensurar a imensidão desse momento jamais o guardaríamos só para nós.

Pensando sobre isso, te convido a fazer uma reflexão a esse respeito. Juntos, vamos olhar lá dentro de nós e observarmos: quantas vezes estivemos tão próximos de expressar sentimentos em palavras, e não o fizemos? Quantas vezes sabemos que um “eu te amo” poderia nos aproximar mais do outro e nos calamos? Quantas vezes sabemos que os que amamos esperam serem tocados pelas palavras, e não dizemos? Quantas vezes um “eu te amo” poderia ter trazido esperanças e a certeza do outro estar seguro dentro de um sentimento tão grande, e nada dissemos? Quantas vezes deixamos de dizer aos nossos pares, pais, filhos, amigos… “eu te amo!” esperando que venha deles a expressividade desse amor?

Quantas vezes deixamos de ser feliz e de fazer alguém feliz porque travamos em nós o maior sentimento dados aos humanos para se ligarem? Quantas vezes por algum bloqueio interior deixamos de dizer “eu amo você” e só descobrimos que isso era possível quando não houve mais tempo?

Então, hoje, agora ou assim que você refletir e criar coragem, enfrente esse medo absurdo que lhe paralisa e siga o seu coração. Busca quem você ama, abraça, beija, manda SMS, manda recado no Whats, no Facebook, Instagram, e-mail…

Entende que não existe desculpas?

Tome uma atitude por você e por quem você ama. Expresse, conte, pergunte, compartilhe, faça todo o que puder para que o outro saiba de você que possa se sentir amado e ter esse sentimento expresso.

As pessoas não têm bola de cristal, então as atitudes precisam vir avalizadas pela palavra, e quando amamos, precisamos dizer isso ao outro, seja o outro quem for. Se alguém tocou o nosso coração e a nossa vida, deixa ele/ela saber o quão importante é para você. Então não deixe de dizer: EU TE AMO!

Não existe amor demais, não se morre por excesso de amor, mas, sim, pela falta dele.

 

Psicóloga clínica (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

 

TOPO