Ecoville – Maior rede de limpeza
Pref. CORONADENGUE
Elio Migliorança

EVOLUÇÃO MENTAL

É animador o que estamos assistindo no Brasil. Apesar das ameaças, da força da mídia e da carga pesada contida nas declarações das autoridades governamentais, a população não sossega e continua batendo na mesma tecla: não aceitamos mais a corrupção. Queremos que a promessa de outubro de 2007, quando o Brasil foi escolhido para a sede da Copa do Mundo, seja cumprida, isto é, que não haja dinheiro público metido neste negócio. E esta insistência popular de se manifestar está deixando o governo em pânico. Chega-se ao absurdo de acusar os manifestantes de falta de patriotismo. Imbecilidade maior não pode haver, afinal, nossos governantes são os manifestantes de outrora, dos tempos dos governos militares, quando foram acusados de falta de patriotismo por lutarem em busca de um ideal, que era um sistema democrático de governo para o país. Nada mais democrático do que a manifestação popular, direito garantido na Constituição. Querer impedir, distorcer ou até desvirtuar o sentido das manifestações populares é de uma boçalidade inaceitável. Até os “rolezinhos”, manifestação que não tem conotação política, está assustando o governo. E já se fala em medidas extremas para garantir que não haja manifestações durante a Copa do Mundo. Dizem que elas podem comprometer a imagem do Brasil perante os visitantes. Compromete muito mais a imagem do Brasil os engarrafamentos de que serão vítimas nas grandes cidades quando aqui estiverem para a Copa, já que as obras prometidas não foram realizadas. É provável que milhares vivam experiências traumáticas nos aeroportos, pois em dias de grande movimento a situação fica caótica, imagina então o que será quando centenas de milhares de turistas aqui aportarem. E nós brasileiros, diante da imensa carga tributária que pesa sobre nossos ombros, estamos percebendo que é possível fazer mais, se jogarmos fora menos. Mas precisamos avançar mais. Neste processo de evolução mental e aprimoramento do espírito crítico, precisamos usar esta força para provocar mudanças em outros setores. Muitos reclamam de certos programas de televisão. É fácil resolver o problema. Televisão cada um liga e desliga quando quiser. O controle está em nossas mãos. Achas que a novela não tem uma mensagem construtiva como você gostaria, mude o canal. Achas que o BBB é uma porcaria, não assista. Se você abre uma janela e a paisagem é feia, não fique olhando e reclamando. Vá para outra janela que tenha uma paisagem melhor. Achas que no Facebook tem muita bobagem, mas o que você está postando lá? Ele é um fantástico e democrático meio de comunicação social, permite interagir com milhares de pessoas do mundo inteiro. Por que não utilizá-lo como espaço cultural para debates, estudos, troca de informações e divulgação de temas relevantes? Claro, também serve para interagir com familiares e amigos. Mas o bom ou mau uso depende de cada um. Mais uma prova de como a sociedade desenvolveu seu senso crítico foi a cobrança dos gastos da caravana da presidente Dilma na recente viagem da Suíça para Cuba e dos investimentos feitos por lá no porto de Mariel. Aliás, nossa presidente ir a Cuba reverenciar Fidel Castro é ignorar a evolução humana.
* O autor é professor em Nova Santa Rosa
miglioranza@opcaonet.com.br

TOPO