Ecoville – Maior rede de limpeza
Ford Show Rural
Editorial

Fruto do labor

O município de Entre Rios do Oeste celebra 24 anos de emancipação político-administrativa neste 18 de junho com diversos motivos para comemorar. Apesar de jovem, o pequeno notável do Oeste paranaense e seus 4,3 mil habitantes é robusto em sua economia, tem nas raízes do campo seu dom e oferece a seus moradores paz, tranquilidade e a prosperidade comum também a outros dessa região.

Os pequenos municípios brasileiros têm demonstrado seu valor não somente pelo modelo de vida menos hostil do que os encontrados em grandes cidades. Hoje não é somente a calmaria do interior que atrai as atenções para essas cidades. Economias pujantes, oportunidades de negócios, acessibilidade à educação de alto nível, segurança e hospitalidade são características intrínsecas a esses conglomerados que chamam cada vez mais a atenção para si. Nessas pequenas cidades, onde o Brasil se alimenta de grão em grão, brotam incontáveis histórias de sucesso e valor.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

E a data não vai passar em branco. Entre hoje (16) e domingo (18) a administração municipal prepara uma grande festa, que deve atrair milhares de pessoas da cidade, mas também de municípios vizinhos. No evento, os visitantes poderão ver o que há de melhor no comércio, indústria e prestação de serviços locais, mas também vão participar de um sensacional deleite gastronômico com o 14º Festival Nacional da Carne Suína e o 3º Concurso da Copa Suína. Trata-se da festa do município, uma das mais charmosas e convidativas de toda a região.

A festa também rememora uma das especialidades do município, que é a produção da suinocultura, destaque ao lado da avicultura e da produção de grãos. Do campo, sai a maior parte das riquezas do município, empregos gerados e tributos recolhidos pelos cofres públicos. É na roça onde também mora boa parte da população, produzindo o que o rico solo da região pode ofertar. De lá, brotam os alimentos que asseguram a vida, a economia, os investimentos, o bem-estar social, o giro de dinheiro na cidade.

 

Mas nada vem por acaso. A história de Entre Rios do Oeste começa muito antes de sua emancipação, quando ainda pertencia a Marechal Cândido Rondon. Apoiados em um trabalho incansável, os moradores da localidade fizeram o distrito prosperar a ponto de garantir sua independência. Os anos se passaram e Entre Rios continuou a crescer.

Indústrias modernas se instalaram, levando o nome da cidade para os mais diferentes cantos do país, o comércio se aprimorou, a prestação de serviços deslanchou. Tudo fruto de muito trabalho e dedicação de seu povo, principal responsável por fazer de Entre Rios o que ela é hoje. Nesse cenário que é resultado de uma soma de histórias, de luta, determinação, suor e vitórias, Entre Rios vem escrevendo a sua própria história. Tomando para este jornal os versos do seu hino, “Entre Rios do Oeste, és fruto do labor; De um povo forte, capaz e lutador”.

TOPO