Copagril
Coluna ADI-PR

Ministério da Economia zera imposto de importação para centenas de produtos

Imposto zerado

O Ministério da Economia zerou o imposto de importação para centenas de produtos, entre eles equipamentos médicos, de informática e para a indústria. “Após zerar impostos de medicamentos que combatem Aids e câncer, o governo faz o mesmo com centenas de produtos, entre eles com equipamentos e produção médicos, exames, cirurgias oftalmológicas, informática e outros”, escreveu o presidente Jair Bolsonaro no Twitter.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) 

Onde está pegando

“A turbulência política, a insegurança jurídica e até o ambiente de suspeita com relação aos empresários e à vida empresarial no Brasil prejudica a economia. A própria criminalização da política, os excessos de zelo do Ministério Público, tudo faz com que a economia se ressinta”. De Rodrigo Rocha Loures, ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), em entrevista à imprensa.

 

Leva Jeito, Brasil!

O MDB-PR vai levar à convenção nacional do partido, marcada para 15 de outubro, em Brasília, o documento “Leva Jeito, Brasil”. “Os partidos merecem um pito do povo. Os brasileiros cansaram desta guerra nós contra eles. Gente que torcia para um lado, está decepcionada. Um contingente grande afirma que os dois lados erraram e têm defeitos, mas que só resta um puxão de orelha”, disse o presidente estadual João Arruda.

 

Leva Jeito II

“Temos que sair desta discussão política pouco contributiva e propor a retomada do crescimento com empregos por meio do ‘Leva jeito’. Temos também que parar de perder tempo com as mágoas do passado e as decepções do presente. Leva jeito é acordar e trabalhar por aquilo que temos de bom e pensar no amanhã”, completa Arruda. O MDB deve afastar do comando do partido lideranças como os ex-senadores Romero Jucá (RR) e Eunício de Oliveira (CE). No Paraná, o ex-senador Roberto Requião já não faz parte da executiva estadual.

 

Tem grana no BNDES

Atenção, governadores e prefeitos! O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem R$ 4 bilhões destinados à segurança parados há mais de um ano. O crédito para Estados e municípios para comprar equipamentos, carros, coletes e drones, por exemplo, deve ser acessado até 31 de dezembro.

 

Sem isenção

Equipe do ministro Paulo Guedes (Economia) trabalha para reverter a imunidade tributária de universidades, hospitais e santas casas na reforma tributária. Com a isenção das filantrópicas, o governo deixará de arrecadar R$ 14,1 bilhões em contribuições previdenciárias em 2020.

 

Foi golpe

O ex-presidente Michel Temer jurou de pés juntos no programa Roda Viva, da TV Cultura, que não participou em hipótese alguma do afastamento de Dilma Rousseff (PT) da presidência da República. O nome de Temer estava na frente entre os dez termos mais citados do Twitter. A expressão “foi golpe”, alusão ao impeachment de Dilma, ficou em sexto lugar.

 

Corte nas vacinas

Em 2020, o Ministério da Saúde deverá reduzir em R$ 393,7 milhões as despesas com compra e distribuição de vacinas. O corte está no projeto de lei orçamentária enviado pelo governo federal ao Congresso no fim de agosto. O país enfrenta um surto de sarampo e a dengue deve aumentar neste próximo verão.

 

Mercado árabe

A ministra Tereza Cristina (Agricultura) anunciou acordo comercial com a Arábia Saudita para ampliação das exportações de produtos do agronegócio brasileiro. Foram autorizadas as exportações de castanhas, derivados de ovos e a ampliação do acesso a frutas brasileiras. Somados, os produtos representam um mercado potencial superior a US$ 2 bilhões.

 

Passe Livre

Nesta quinta-feira (19) os usuários do transporte coletivo em Ponta Grossa terão passe livre nas catracas dos ônibus. Os estudantes da cidade já não pagam a tarifa. “Ponta Grossa está em um seleto grupo de cidades que conseguiram consolidar uma iniciativa nesses moldes. O programa é uma conquista, um direito dos estudantes, e que tem tido um impacto ao acesso à educação”, disse o prefeito Marcelo Rangel.

 

Abuso de autoridade

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) prepara as primeiras ações da lei de abuso de autoridade no Paraná. “Estamos estudando os tipos de abordagem, autuações e atuações de fiscais de prefeituras, policiais militares e promotores do Ministério Público, que colocam em risco a imagem do empreendimento e principalmente as barbaridades que são praticadas contra clientes e empresários. Não podemos nos calar!”, destaca Fábio Aguayo, presidente da Abrabar.

 

Sou contra

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não considera oportuno aumentar as verbas do fundo eleitoral para financiar as eleições municipais do próximo ano. “O momento de crise fiscal vivido pelo Brasil não permite um valor maior para o fundo do que o da última eleição”, mencionou Maia, que defende a quantia de R$ 1,8 bilhão para o fundo de campanhas.

 

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br 

TOPO