Copagril – Sou agro com orgulho
Arno Kunzler

Misturando sentimentos

Nos últimos tempos nos vemos envolvidos em disputas constantes.

Se antes nossa rivalidade era mais limitada ao futebol, nossos rivais eram Argentina, dupla GreNal etc, agora temos disputas inimagináveis há algum tempo.

Casa do Eletricista ROWA

Uma das mais impressionantes foi, ou talvez continua sendo, a da urna eletrônica com ou sem voto impresso.

Nied 2021 A

Criamos um timaço defendendo o voto impresso, enquanto outros defendem a manutenção do atual sistema.

Aí vem a liberdade de expressão. Mais uma disputa, com uns a favor e outros contra as medidas de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que resolveram mandar prender alguns cidadãos mais afoitos e que se excederam nesse direito.

Aí vem outra disputa, para ver quais ministros do STF devem ficar e quais devem ser substituídos.

Aí vem o dia 07 de setembro, uma data em que os brasileiros apreciavam os desfiles dos filhos e dos militares, que em algumas praças desfilavam para fazer um show patriótico muito apreciado pelo povo brasileiro de todas as tendências políticas.

Neste 07 de setembro os desfiles de escolas ou militares simplesmente não vão existir, e se existirem em algum lugar podem não ter público para assisti-los.

Enquanto isso, uma parte ou boa parte dos brasileiros estão mobilizados e com discursos inflamados para defender o presidente Bolsonaro.

Outros querem, mas talvez não tenham força, se mobilizar para defender Lula e sua “inocência”.

E uma grande parte dos brasileiros ficarão em casa, esperando para ver o que vai acontecer depois do dia 07 de setembro.

Não há dúvida que vivemos uma mistura de sentimentos. Os que defendem Bolsonaro asseguram que são patriotas e que estão na luta pela liberdade, pela democracia e vestem verde e amarelo.

Já os que tentam se contrapor a esse movimento, que defendem a candidatura de Lula e acham que ele é inocente, acusam Bolsonaro de tentar uma reeleição à força. Eles vestem vermelho e causam horror aos que vestem verde e amarelo.

Parece que uma coisa fica cada dia mais clara: há uma mistura de sentimentos que divide as pessoas.

Os que defendem Bolsonaro e se intitulam patriotas acusam o PT e a esquerda de serem comunistas e tentar implantar o comunismo no Brasil.

A esquerda, que se acha democrática, acusa os que defendem Bolsonaro, o qual, na verdade, defende um projeto de ditadura militar.

Sem dúvida, esse, para grande maioria dos brasileiros, é um 07 de setembro para ver o que vai acontecer.

Parte dos brasileiros ainda acha que o presidente está apenas desviando a atenção do povo, especialmente de assuntos como o preço dos alimentos, dos combustíveis, da energia elétrica e da inflação.

Já outros apostam que não vai passar de barulho, barulho grande, mas apenas barulho, tanto do movimento pró-Bolsonaro como dos que vão às ruas defender Lula e o movimento Fora Bolsonaro.

Mas os bolsonaristas acham mesmo que o Brasil vai mudar depois do 07 de setembro, inspirado em Jair Messias Bolsonaro.

 

Arno Kunzler é jornalista e fundador do Jornal O Presente e da Editora Amigos

arno@opresente.com.br

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO