Copagril – Sou agro com orgulho
Silvana Nardello Nasihgil

Mudar depende de nós

Precisamos falar dos medos que nos roubam a coragem, que nos aprisionam e nos tiram a paz. Quantas vezes sofremos pelo “e se” e por razões que sequer sabemos explicar desistimos da vida sem sequer tentar. Envolvidos em sentimentos negativos, permitimos que a vida nos paralise, bloqueando absolutamente tudo, até os pensamentos.

Já presenciei inúmeros casos em que ao estar diante de uma porta, não foi possível sequer tentar girar o trinco para descobrir se estava trancada ou não. Ao conseguir enxergar a possibilidade de poder abri-la, foi lá, tentou e descobriu que ela sempre esteve aberta. Foi o medo o único responsável pelas trevas; esses medos não foram além de uma construção interior.

Casa do Eletricista ARANDELAS

Quantas coisas podemos perder pelo medo de girar o trinco da vida? Quanto da nossa vida temos permitido que os outros paralisem, dando desculpas que sequer cabem na situação? Quanto daquilo que alegamos é só desculpa para nos furtarmos de tomar atitudes? Será que não é possível criar novas possibilidades, ao invés de simplesmente reclamar?

Nied 2021 U

Diante da vida, muitos escolhem sofrer, vitimizando-se por tudo, buscando o sentimento de pena dos outros, ao invés de levantar a cabeça e lutar pela sua história. Muitos vivem com a desculpa nos outros e nas contingências da vida, porque, de certa forma, conseguem fugir das próprias responsabilidades e, talvez, sentir-se covarde seja mais fácil.

Os que escolhem vencer as adversidades, enfrentar os desafios e ir à luta, ao buscar caminhos, descobrem novas possibilidades. Ao invés de sofrer, resolvem se arriscar, se permitir, sem vitimismo, e fazem histórias novas.

Nesse período difícil, em que o mundo busca o plano B, muitos venceram lindamente. Não falo isso por ouvir dizer. Com grande alegria no coração conheço várias pessoas que usando as dificuldades não se intimidaram, arregaçaram as mangas, procuraram descobrir as suas habilidades, fortificaram os seus dons, pediram ajuda quando necessário, levantaram a cabeça e venceram. Estão vendendo de um jeito heroico, porque simplesmente não se abandonaram, acreditando ser possível. Estão construindo coisas incríveis para si e para os outros.

Então, volto a uma antiga metáfora que acho muito pertinente: existem dois jeitos de subir em um carvalho, ou você escala ele, ou senta sobre a semente e espera centenas de anos até que ele cresça.

A vida é feita de escolhas, cada um precisa saber o que espera da vida e fazer acontecer. A vida por si só passará um dia após o outro e não tem poder de fazer mudança alguma. As mudanças dependem de nós!

 

Silvana Nardello Nasihgil é psicóloga clínica com formação em terapia de casal e familiar (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

Grupo Costa Oeste 2021

 

TOPO