Pref. Pato Bragado Natal em Canto 2019
Editorial

Novidades de novo

O trânsito de Marechal Cândido Rondon já passou por tantas mudanças ao longos dos últimos anos que a cada novidade o rondonense se questiona: de novo? Pra quê?

Atitude mais do que natural, afinal, toda mudança gera certa resistência, principalmente por parte da maioria.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Desta vez, o falatório envolve a ciclofaixa instalada na Rua Santa Catarina. Quem não circula por aquelas bandas, sequer sabia do que se tratava. Outros que até circulam repararam trabalhos sendo realizados, mas nem se antenaram da mais nova etapa da revitalização do trânsito. O que imaginavam ser um recape asfáltico na verdade é a ciclofaixa.

As tintas vermelhas e brancas pintadas no asfalto agora sinalizam que as laterais da rua são dedicadas exclusivamente aos ciclistas. Todavia, por desconhecimento, muitos rondonenses ainda não sabem como proceder e acabam estacionando no espaço que passou a ser exclusivo dos ciclistas.

Pelo fato de o mecanismo ainda ser uma novidade e pela obra ainda não estar concluída, a Polícia Militar fará um trabalho de orientação neste primeiro momento, não aplicando multas aos condutores que não respeitarem o espaço destinado aos ciclistas. Contudo, assim que a obra for finalizada, a fiscalização será efetiva e quem se descuidar pode ter prejuízo no bolso. Isso porque o artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro estabelece que estacionar o veículo sobre ciclovia ou ciclofaixa é infração grave, sendo o condutor punido com cinco pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 195,23.

Outra mudança que está na boca do povo é a transformação da Rua Santa Catarina em mão única. A delimitadora será a Rua Dom João VI: em direção à Avenida Írio Jacob Welp, a Rua Santa Catarina terá só um sentido – o mesmo que já existe hoje até esquina com a Avenida Maripá. Já da Dom João VI até a Rua 25 de Julho (no Senac), terá a direção contrária.

Há muita gente se questionando: havia necessidade disso? A prefeitura garante que sim. Alega que pegou o projeto em andamento e que está apenas consertando.

E não é só com a implantação da ciclofaixa e com a transformação da Rua Santa Catarina em mão única que os motoristas terão que se acostumar. Haverá outras novidades, como a alteração de ruas preferenciais, supressão de retornos, implantação de novas rotatórias e a retirada de árvores localizadas nos canteiros centrais dos retornos das avenidas. O anúncio desse quesito, por sinal, deu o que falar, principalmente nas redes sociais, uma vez que muita gente entende ser desnecessária tal ação.

Amparada em pareceres do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, a Secretaria de Segurança e Trânsito diz que apenas quer melhorar a trafegabilidade e a segurança dos motoristas.

Seja como for, as novas mudanças estão aí e precisam ser observadas. Não são as primeiras e nem serão as últimas. Entretanto, nesse processo, bastante confuso para muita gente, é fundamental que faça muito bem a sinalização nos locais-pontos de alterações e se promovam campanhas de conscientização. Afinal, a gente sabe que muita gente, mesmo entendendo parece fazer questão de não entender, insistindo em não obedecer às leis de trânsito. Prova disso são as rotatórias, implantadas há mais de um ano e que muitos rondonenses ainda não sabem usar, ou respeitar!

TOPO