Copagril – Sou agro com orgulho
Editorial

Novo normal, antigos infortúnios

Aos poucos a vida vai voltando ao normal e antigos problemas, que antes eram ofuscados pelas notícias da pandemia, começam novamente a ganhar destaque. Infelizmente, velhos problemas estão chamando a atenção nos últimos dias. E são velhos problemas que continuaram a existir.

Ao contrário do que alguns pensam, acidentes, mortes por doenças cardiorrespiratórias, assassinatos e tantas outras situações continuaram a existir. Só se afastaram das manchetes, já que os esforços da mídia ficaram concentrados no assunto mais importante: informar sobre a Covid-19.

Casa do Eletricista ROWA

Em uma semana, cinco graves acidentes foram registrados na saída de Marechal Cândido Rondon para o distrito de Porto Mendes, logo após o Batalhão de Polícia de Fronteira, no trecho conhecido como Serrinha do Bellé. Infelizmente, houve uma vítima fatal, além de pessoas feridas com gravidade.

Nied 2021 M1

O trecho recentemente ganhou uma terceira pista e o que se esperava é que isso garantiria mais conforto, agilidade e segurança aos motoristas. Agora, autoridades públicas ligadas ao trânsito devem fazer uma vistoria no local e, possivelmente, propor intervenções para evitar ou reduzir o risco desses acidentes.

Combate Max Natal

Há outro trecho também bastante conhecido pelo número de acidentes, na BR-163, próximo ao município de Mercedes. Volta e meia de lá surgem trágicas notícias.

Rui Sonho nov/dez 2

Com a volta à normalidade, o movimento nas ruas está igual ou praticamente igual aos níveis pré-pandemia. Ou seja, há mais carros, motos, caminhões e pessoas circulando nas vias públicas.

Em pouco tempo os eventos, como bailes, festas em boates e afins vão voltar a acontecer. Isso pode aumentar ainda mais o número de acidentes graves, especialmente nos fins de semana, já que não são poucas as pessoas que ingerem bebida alcoólica e depois dirigem. Esse é mais um agravante para se prestar atenção.

Mais movimento nas ruas, infelizmente, é sinal de mais acidentes, mais vítimas. De janeiro para cá, o número de acidentes nas ruas da cidade e distritos de Marechal Cândido Rondon aumentou 15% se comparado ao mesmo período de 2020, quando a pandemia freava com mais intensidade o movimento das pessoas por conta das regras de distanciamento social. O novo normal está chegando, mas está trazendo consigo os antigos infortúnios.

Os acidentes de trânsito têm alguns principais causadores, como o uso de bebidas alcoólicas antes de dirigir, o uso de celulares ao volante, o desrespeito às leis de trânsito, como a inobservância dos limites de velocidade, e as imprudências e imperícias.

É preciso ter consciência, responsabilidade e estar pleno ao dirigir um automóvel. Claro que acidentes acontecem, mas boa parte deles poderia ser evitada com ações simples, com atitudes comuns, mas que demonstram sensatez.

Grupo Costa Oeste 2021

Cabe a cada ator do trânsito fazer a sua parte. Ciclista, pedestre, motorista ou motociclista, todos precisam estar cientes de suas responsabilidades e, preferencialmente, praticar a direção defensiva. Evita acidentes, evita mortes, evita a dor.

TOPO