Copagril – Sou agro com orgulho
Arno Kunzler

Novos conceitos

Cada vez mais os consumidores e usuários de serviços ignoram conceitos como tradição e sede própria.

Para o consumidor, de modo geral, não importa dizer que você tem 50 anos de tradição ou que sua empresa tem sede própria, conceitos que num passado não muito distante eram importantes argumentos para fazer negócios.

Casa do Eletricista – Torneira Zagonel

Há poucos dias, uma das mais tradicionais empresas do município mudou de comando.

A família Seyboth entregou o comando e se desfez do plano de saúde Sempre Vida e do Hospital Rondon.

Os novos proprietários não são da cidade e os usuários do serviço provavelmente nunca irão conhecê-los.

Da mesma forma, num passado não muito distante, as famílias Rieger, Welp e outros tantos que desbravaram a nossa região foram passando seus negócios para frente.

Uns para obter lucro e desfrutar do resultado; outros com menos capacidade ou menos sorte, acabaram perdendo empresas que atuam no município há muito tempo.

Os negócios tradicionais mudam de mãos ou simplesmente deixam de existir.

Em seu lugar surgem novas opções, algumas até então desconhecidas, outras que acabam ocupando o espaço de quem não quis mais ou não teve capacidade para enfrentar os novos desafios da atividade.

Os negócios se modernizam, produtos se renovam, empresas surgem e desaparecem.

A economia é extremamente volátil. Não segue previsões e está sempre aceitando mudanças e imprevistos.

Fazer planejamentos para as próximas gerações é algo impensável nos dias de hoje. Sequer conseguimos planejar os próximos anos.

Nos negócios, podemos ter uma certeza: tudo vai mudar.

Se soubermos avalizar corretamente o ciclo de cada atividade, teremos sorte ou fomos inteligentes.

Se errarmos o tempo das nossas expectativas, nossos negócios estão fadados ao fracasso, simples assim.

E não adianta se apegar ao consumidor, apostar na fidelidade.

O consumidor já nos ensinou que não existem mais conceitos que o prendem; ele está solto, buscando as melhores oportunidades.

Nossos serviços e produtos precisam ir ao encontro dos anseios de quem compra.

 

 

Arno Kunzler é jornalista e diretor do Jornal O Presente e da Editora Amigos

arno@opresente.com.br

Mercadão do Óculos – antes inauguração

 

 

TOPO