Isai Marcelo Hort

O que não devemos levar em nossa canoa para a última catarata? – 5ª parte

Roubo e corrupção.O dinheiro não é um mal, mas aquele que é obtido de forma corrupta, este fará toda a diferença entre céu e inferno, após a última catarata.

Estamos apavorados com a corrupção e com as malas de dinheiro que é roubado do povo. Estes valores faltam para pessoas que morrem pela falta de atendimento hospitalar e vivem em assaltos por falta de escolaridade das crianças.As cédulas deste dinheiro são como pedras na canoa, que levam ao inferno.

Quando estive em Nova Iorque, precisei comprar um jogo de baterias para o meu gravador de reportagens. Entrei em uma loja e encontrei o que eu precisava, mas estavam chaveadas para os clientes. Foi preciso chamar um atendente para levar as pequenas baterias ao caixa. Então perguntei ao senhor que me atendeu: “Aqui também se rouba?”.

O roubo é um dos maiores cânceres da vida humana, e não tem vacina contra o roubo. Não escapam os tesoureiros das igrejas, como também muitos bispos, pastores e padres, que estão de olho no dinheiro, como nos tempos dos fariseus.

Mente poluída e palavrões. Não leve uma mente poluída em sua canoa para a última catarata! Quando ouvimos as gravações da Polícia Federal, que divulga as conversas das pessoas as quais tivemos o maior respeito, lhes confiando os nossos votos, esperando que fossem gente de gabarito para governar nosso país, que decepção!Que decepção ouvir as palavras gravadas repletas de…(bip),pois é proibido levar ao ar os palavrões pronunciados por nossas mais altas autoridades. Não leve uma mente poluída em sua canoa!

Blasfêmias. Não leve em sua canoa uma boca que fala palavras torpes, que pronuncia blasfêmias. Quem tem a mente poluída com palavras de baixaria tem a alma contaminada. A boca fala apenas aquilo que a mente fornece aos lábios.

Na casa de famílias cristãs também há aqueles que mantêm o uso de vocabulário depravado. Como será o juízo quando os “fiéis” acordarão na presença de Deus com as mentes cheias de palavras do inferno, inscritas no livro do céu.

Uma única palavra “feia” pronunciada por uma criança é reprimida imediatamente pelos pais. Mas eles próprios se acham no direito de falar a linguagem do inferno diante dos filhos ao telefone, com amigos e inimigos. E aí querem corrigir seus filhos? Como?

A Escritura diz: “Nós temos a mente de Cristo”1ª Co 2.16.Convido os leitores a consagrar agora sua “mente” a Cristo,para que ao chegamos à última catarata, hoje ou daqui a muitos anos, tenham a mente de Cristo.

TOPO