Editorial

Ok, Google

Se a transformação digital das empresas e negócios era só uma questão de tempo, a pandemia do novo coronavírus tratou de acelerar esse processo. As vendas on-line dispararam desde o início do isolamento social feito no Brasil e no mundo. Até em pequenos municípios do interior, que concentram consumidores mais tradicionais, o comércio por meios eletrônicos decolou.

Se há algo que possa se prever dessa pandemia é que depois que ela passar o mundo vai ser um pouquinho mais digital. Pessoas e empresas que ainda relutam em fazer seus negócios por meio de sites vão ter que dar o braço a torcer. Negar essa tendência, acreditando 100% nas vendas presenciais, é um perigoso caminho no mundo dos negócios.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

A empresa que não estiver disponível dentro dos smartphones certamente em pouco tempo será engolida por empresários que apostam em novas plataformas.

A educação a distância, que foi acionada aos trancos e barrancos e a toque de caixa, ainda tem muitos desafios, mas tende a ser cada vez mais comum a partir de agora. Com os erros de agora, ela vai ficar melhor em um futuro muito breve.

Obviamente essa escalada para um mundo (ou consumo) mais digital terá degraus. Não será de uma hora para outra que as lojas físicas vão acabar ou mesmo diminuir, mas é uma tendência irreversível. Nas grandes cidades, como São Paulo, já não é tão incomum encontrar salas comerciais vazias e prédios subutilizados, substituídos pela vida empresarial on-line.

O trabalho em casa, o chamado home office, as reuniões pela tela do celular e outras estratégias não presenciais serão cada vez mais comuns dentro das empresas. A própria relação de emprego pode e deve ter novos capítulos. Muitas profissões simplesmente deixarão de existir. Outras tantas serão criadas. Acredite, isso já está acontecendo. E é bom! O mundo terá empresas cada vez mais alinhadas aos propósitos dos clientes e que vão estar “abertas” 24 horas por dia para atender as pessoas onde quer que estejam ao redor do mundo.

Uma nova oportunidade se abre aos empresários diante da pandemia da Covid-19. As pessoas estão cada vez mais presentes no mundo digital. As pessoas se informam (ou desinformam), fazem escolhas, buscam informações, fazem cotações, conseguem informações de clientes satisfeitos ou não, compram pelas telas. Em poucos cliques ou até mesmo com um comando de voz satisfazem seus anseios. Os empresários precisam ocupar esse terreno. Ok, Google.

A transformação digital ganhou velocidade com a chegada do novo coronavírus. Quem não comprava on-line já começou a comprar. Quem não vendia também já está buscando alternativas para se instalar definitivamente nesse mundo paralelo, real e digital. As crises geram oportunidades para a transformação. Empresários, trabalhadores e consumidores estão mudando o jeito de produzir e negociar. Quem estiver em sintonia com essa “nova” realidade certamente tem tudo para se dar bem.

TOPO