Copagril
Coluna ADI-PR

Oriovisto critica demora da Câmara dos Deputados para discutir medidas provisórias

“Casa carimbadora”

O senador Oriovisto Guimarães (Pode-PR) criticou a demora da Câmara dos Deputados para discutir as medidas provisórias e depois pedir ao Senado a aprovação a toque de caixa, “como se fosse apenas uma casa legislativa carimbadora das decisões alheias”. “Eu dizia na campanha que o Brasil tinha uma hora marcada com a verdade e essa hora chegou. Essa hora é agora, nesta legislatura. Temos que tomar a frente deste processo, tomar o protagonismo, cuidar das grandes questões brasileiras”, defendeu.

(Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

 

Decisões monocráticas

PEC apresentada pelo senador Oriovisto propõe que nenhum ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) poderá, isoladamente, suspender a vigência de uma lei ou decreto e exige que as decisões sejam tomadas pela maioria dos 11 ministros da Corte. O senador argumenta que não raras vezes o Congresso Nacional vota leis e o presidente sanciona, mas uma decisão liminar de um único ministro pode suspender seus efeitos.

 

Decisão colegiada

“O problema é que esta liminar pode vigorar por muitos anos sem ter uma decisão efetiva, provocando até impacto econômico na sociedade. Um único ministro não pode contrariar a decisão de todo o Congresso Nacional e do presidente, por isso a importância de uma decisão colegiada para esses casos”, diz Oriovisto.

 

Convenção do PSDB

O ex-deputado Bruno Araújo (PE) será aclamado presidente nacional do PSDB na convenção de hoje (31) em Brasília. O deputado Pedro Cunha Lima (PB) vai assumir a presidência do Instituto Teotônio Vilela e a senadora Mara Gabrilli (SP) será vice-presidente nacional. A ordem é de renovação no comando do ninho tucano sob a liderança do governador João Doria (SP).

 

Pedro Lupion e Maia

O deputado Pedro Lupion (DEM-PR) é um principais convidados no grupo formado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) com membros da equipe econômica para construção de uma frente suprapartidária com uma agenda política descolada do Centrão. Além de Lupion, fazem parte do grupo os deputados Kim Kataguiri (DEM-SP), Silvio Costa Filho (PRB-PE) e Tabata Amaral (PDT-SP).

 

Jornal todo dia

“Nunca se leu tanto jornal: antes eu lia jornal todo dia e agora leio jornal o dia todo. Esse hábito de consumo é um padrão comum. O jornal continua tendo um peso enorme. Hoje está no computador, tablete, smartphone e nos relógios. As pessoas antes liam o jornal em casa, hoje leem no elevador, no metrô, em qualquer lugar. Há salto brutal no consumo de notícias e no hábito de se ler jornal”. Do publicitário Nizan Guanaes em entrevista ao O Globo.

 

Carbonell na Itaipu

O Conselho da Eletrobras aprovou o nome do general Luiz Felipe Carbonell, até então secretário da Segurança Pública do Paraná, para assumir a diretoria de Coordenação da Itaipu Binacional. Agora só falta a nomeação, via decreto, do presidente Jair Bolsonaro.

 

Saques do FGTS

O ministro Paulo Guedes (Economia) estuda liberar saques do FGTS e injetar recursos para alavancar a volta do crescimento. A medida só deve ser implementada após a eventual aprovação da reforma da Previdência. “Nós temos que começar pelas coisas mais importantes. As coisas devem se acelerar nas próximas três ou quatro semanas”, declarou Guedes.

 

Economia de R$ 10 bilhões

O presidente Jair Bolsonaro disse que a MP que combate fraudes no INSS deve gerar uma economia estimada em R$ 10 bilhões por ano. “O Brasil segue avançando’, afirma o presidente. A MP, relatada pelo deputado Paulo Martins (PSC-PR) e aprovada na Câmara, cria um programa de revisão de benefícios do INSS, exige cadastro do trabalhador rural e restringe o pagamento de auxílio-reclusão apenas aos casos de pena em regime fechado.

 

Embratur

O empresário Gilson Machado Neto tomou posse da presidência da Embratur e quer transformar a autarquia em agência para o desenvolvimento do turismo. Ele citou que o Plano Nacional de Turismo prevê o aumento de 60 milhões para 100 milhões de brasileiros viajando internamente e a recepção de 12 milhões de estrangeiros até 2022 – atualmente o número é de 6,6 milhões.

 

Receitas

No total, o Brasil tem uma receita de US$ 6 bilhões com turistas estrangeiros e os brasileiros gastam US$ 19 bilhões no exterior, déficit de US$ 13 bilhões. O país é a 11ª economia em turismo no mundo, e é considerado como o maior destino em biodiversidade e o oitavo destino em diversidade cultural.

 

Frota de pulverização

A aviação agrícola se mostrou importante ferramenta de manejo das lavouras, principalmente em função da rapidez e precisão com que realiza a aplicação de defensivos no combate a pragas e doenças. A prova aparece nos números. O Brasil já é dono da segunda maior frota de aeronaves agrícolas do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Eram 2.190 aeronaves em 2018, de acordo com a Anac.

 

Frota II

No Paraná, segundo informações do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola, 134 aeronaves agrícolas operam atualmente, montante que coloca o Estado na 5ª posição no ranking nacional. O Estado tem 24 empresas aeroagrícolas e 25 operadores privados.

 

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br

TOPO