Coluna ADI-PR

Paraná passa a contar com hospital completamente voltado ao tratamento do coronavírus

Hospital exclusivo

O Paraná passou a contar com um hospital completamente voltado para o tratamento do coronavírus. O Centro Hospitalar de Reabilitação em Curitiba funcionará exclusivamente para o combate à Covid-19. O hospital conta com dez leitos de UTI. Outros 28 quartos de enfermaria estão sendo transformados em áreas de terapia intensiva, com previsão de funcionamento total até segunda-feira (06).

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

(Foto: Ari Dias/AEN)

 

Morte no Oeste

Cascavel confirmou a primeira morte por coronavírus. O homem de 66 anos estava internado na UTI de um hospital particular. Ele retornou de viagem internacional no dia 15 de março e notificou no dia 19 os sintomas. Cascavel tem nove casos do novo coronavírus e 609 casos em investigação.

 

Hospital de campanha  

A Prefeitura de Cascavel começou as reformas em centro de convenções para transformá-lo em um hospital de campanha para dar suporte nos atendimentos aos pacientes do novo coronavírus. A expectativa é que 60 leitos sejam disponibilizados. De acordo com o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC), a estrutura é possível graças a uma parceria com empresas.

 

Setores essenciais

Setores essenciais como supermercados, hospitais e farmácias, para dar conta da maior demanda, vão na contramão do resto da economia, contratando mais profissionais. Com a maior parte das pessoas em casa e com o que não é considerado de primeira necessidade sem funcionar, as novas oportunidades de emprego se concentram nos setores de alimentação e saúde. As redes Carrefour, GPA e Big devem contratar mais de 11 mil pessoas – entre vagas temporárias e efetivas.

 

Mais Médicos

O Ministério da Saúde e a rede privada iniciaram ações para tentar reforçar suas equipes. Entre as estratégias estão, além de contratações extras, a renovação de contratos do Programa Mais Médicos e até convocação de voluntários. O governo federal já havia anunciado no início do mês a abertura de edital extra para a contratação de 5,8 mil médicos.

 

Economia

Especialistas avaliam que uma das características dessa crise é que ela vai atingir todas as empresas globalmente. Os efeitos no curto prazo serão difíceis, explica o professor Marcio Holland, da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. Projeções econômicas indicam que é provável que o Brasil tenha recessão econômica neste ano, com risco de contaminar o desempenho do ano seguinte.

 

“Bombeiro” de crises

Em busca de amenizar alguns posicionamentos contrários às medidas de combate ao coronavírus, o vice-presidente Hamilton Mourão volta ao posto de “bombeiro” de crises. Mourão disse ser necessário um “equilíbrio” entre medidas de combate ao avanço da doença e a situação da economia. “É uma busca do equilíbrio entre salvar vidas, impedir uma queda fervorosa do PIB e manter a parcela dos empregos existentes”, afirmou.

 

Dois lados

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que é preciso “respeitar as opiniões dos dois lados” ao falar sobre o isolamento social feito pela população, sob recomendação do Ministério da Saúde, para frear a expansão do contágio pela Covid-19. Ele disse entender a recomendação dos médicos, embora, como economista, preferisse a volta de todos à normalidade.

 

LRF

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu liminar à União para relaxar exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em relação à criação e à expansão de programas para o combate ao novo coronavírus. Ministros do tribunal concordam que a situação atual “é da mais elevada gravidade”, e pode ser “desastrosa” para a população, caso não sejam adotadas medidas para a saúde e emprego dos cidadãos. A liminar se aplica a todos os entes federativos que estejam em estado de calamidade pública.

 

Consultas por vídeo

Em Guarapuava, a prefeitura dispôs de consultas médicas por vídeo em pessoas com sintomas de gripe. Elas devem ser agendadas pelo telefone 0800-642-0019. O objetivo, segundo o secretário de Saúde, Celso Góes, é evitar que pessoas com gripe vão até as unidades de saúde para descobrir se estão com sintomas de Covid-19 ou não.

 

Fabricação de equipamentos 

O BNDES lançou um novo pacote para o combate aos efeitos da pandemia do coronavírus. As medidas são voltadas à ajuda para compra de materiais para UTIs e ampliação do número de leitos. Indústrias de outros setores que queiram converter sua linha de produção para a fabricação de equipamentos médicos e hospitalares também poderão solicitar dinheiro ao banco. A nova linha de financiamento vai ofertar R$ 2 bilhões para a ampliação do número de leitos emergenciais, assim como para a aquisição de materiais e equipamentos médicos e hospitalares.

 

Suspensão

O prefeito Pedro Coelho (Cidadania) suspendeu a determinação da reabertura do comércio em Goioerê. A reabertura tinha sido definida na sexta-feira (27), mas caiu porque a cidade confirmou o primeiro caso de coronavírus, tendo, ainda, dois casos suspeitos e 95 monitorados.

 

Suspensão II

As companhias aéreas Gol, Latam e Azul iniciaram, no sábado (28), uma série de ajustes nas viagens nacionais a fim de reduzir em 91% a quantidade de voos até o fim de abril. As empresas informam que vão realizar apenas voos considerados essenciais, seguindo programa apresentado pela Agência Nacional de Aviação Civil.

 

Benefícios

O Paraná ampliou o alcance de seus programas sociais em função da pandemia do coronavírus. O pacote social do governador Ratinho Junior soma R$ 400 milhões para ajudar 300 mil famílias por cinco meses.

 

Redação ADI-PR Curitiba 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

TOPO