Pref. MCR Novembro Azul.
Coluna ADI-PR

Paraná vive momento tranquilo nas finanças, mas segue em alerta

Alerta e zelo
O Paraná vive o momento mais tranquilo nas finanças, mas segue em alerta, e o momento é de extremo zelo, disse o secretário Rêne Garcia (Fazenda) sobre o encontro dos sete governadores dos Estados do Sul e Sudeste em Florianópolis. As  condições das contas públicas ainda é fonte de preocupação e a situação segue crítica no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que ainda apresentam dificuldades para pagar a folha salarial e fornecedores.

(Foto: Orlando Kissner/Alep)

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Destaque 

Renê Garcia diz que o Paraná se destaca pela condição de equilíbrio financeiro com todas as contas em dia e recursos para investimentos. Isso acontece, disse o secretário, porque o Estado cortou despesas num “programa de responsabilidade administrativa”. Garcia  alerta que o ambiente econômico nacional é de crise e as dificuldades do Estado podem crescer. “As linhas de comércio e as trocas são afetadas, com reflexos na arrecadação estadual”.

 

Articulação

O secretário reforçou a necessidade da atuação conjunta dos Estados na articulação política para destravar as pautas econômicas no Congresso Nacional. “As reformas são mais que urgentes, tanto a da Previdência como a Tributária. O próximo ano, no entanto, pode exigir do Paraná o que já vem acontecendo em outros Estados. “Talvez tenhamos que assumir um programa agressivo de ajustes de despesas e de aumento da arrecadação”, afirma.

 

Interiorização
Nesta quarta-feira (23), o governador Ratinho Junior instala as secretarias estaduais em Ponta Grossa. E na próxima semana reúne, a partir do dia 30, os prefeitos das 399 cidades do Paraná em Foz do Iguaçu. Os deputados estão antecipando as sessões para segunda-feira e terça-feira para acompanhar a interiorização do governo. Em Foz, Ratinho Junior vai anunciar recursos para as novas obras.

 

“Nosso xódo”

“O Programa Agrinho é o nosso xodó porque envolve a educação de crianças e jovens e aborda temas como saúde, cidadania, meio ambiente. Tenho orgulho do que o Senar vem fazendo em favor da economia e da sociedade e tenho mais orgulho ainda do fazemos pelos jovens”. Do presidente do sistema Faep/Senar, Agide Meneguete, sobre a premiação do Programa Agrinho.

 

Consecutiva

A professora Sheila Rodrigues Berti Rosa – da Escola Professora Leonilda Prado, de Moreira Sales – foi a vencedora do concurso e ganhou um carro zero quilômetro como prêmio. É a quinta vez consecutiva que a cidade conquista o prêmio. “Já somos o município Agrinho do Paraná”, disse o prefeito Rafael Bolacha (MDB).

 

Capital da Seda

O projeto de lei que aponta Nova Esperança como Capital Nacional da Seda foi aprovado pela Comissão de Educação do Senado. A cidade é a maior produtora da fibra na América Latina. O senador Flavio Arns (Rede-PR) explicou que o reconhecimento é importante pois a produção de casulos do bicho-da-seda está ligada a tradições de longa data na cidade. “O desafio agora é não permitir que a sericicultura perca espaço com o passar do tempo, sensibilizando especialmente os mais jovens para a sucessão familiar”, mencionou.

 

PSDB em Guarapuava

O presidente do PSDB do Paraná, Paulo Litro, coordena hoje o encontro do partido em Guarapuava com lideranças políticas da região Centro-Sul. O advogado Samuel Ribas vai presidir a executiva municipal tucana. O ex-prefeito Fernando Ribas Carli confirmou presença na reunião.

 

Queremos ferrovia

O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, reafirmou no encontro de cooperativas em Cascavel que entre as principais demandas do Oeste está uma ferrovia para escoamento da produção, especialmente de carnes. Grolli defende que o Paraná carece de “uma nova versão de concessão, um programa de investimentos em melhorias nas ferrovias e em novos trechos como o de Cascavel a Paranaguá, aproveitamento de parte da malha existente e a ampliação da linha da Ferroeste para Mato Grosso do Sul e para o Paraguai via em Foz do Iguaçu”.

 

Força Jovem

Deputadas e deputados jovens, 52% dos parlamentares, trouxeram novas práticas ao Legislativo federal: gabinetes compartilhados, projetos em conjunto, lideranças de comissões e relatorias de projetos importantes. Os jovens se auxiliam, relatam projetos uns dos outros e participam de reuniões conjuntas. Todos têm forte presença nas redes sociais, participação em movimentos de renovação política e o fato de terem nascido em uma “geração conectada”. A deputada Luisa Canziani (PTB-PR), por exemplo, propôs um projeto de lei que prevê a prestação digital de serviços na administração pública.


Era para ser

O presidente Jair Bolsonaro disse à imprensa que defendeu o nome do deputado paranaense Filipe Barros para liderança do PSL na Câmara dos Deputados, mas que sua proposta foi vencida pela resistência da deputada Carolina Toni (SC) e Bibo Nunes (RS).

 

Da Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

TOPO