Editorial

Recados das urnas

Os eleitores do Brasil viram o nariz quando o assunto é reeleição. Para muita gente, os prefeitos e outros elegíveis deveriam ter cargo único, mesmo que para isso os mandatos se estendessem por cinco ou seis anos. Projetos com essa temática existem aos montes pelo país.

No entanto e por outro lado, as pessoas tendem a votar novamente nos seus candidatos se julgam que fizeram uma boa administração pública. Exemplos assim não faltam.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Em Marechal Cândido Rondon, quase 80% dos eleitores decidiram dar mais quatro anos à coligação encabeçada pelo agora prefeito reeleito Marcio Rauber. Em Cascavel, Guaíra, Curitiba e nas principais cidades próximas a Marechal Rondon as atuais administrações municipais foram confiadas a trabalhar por mais quatro anos.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 Y

A reeleição agrada quando os eleitores entendem que aquelas pessoas tiveram um trabalho positivo e proativo pelos municípios.

As eleições 2020 em Marechal Rondon mostraram que mais jovens estão participando da política, tanto concorrendo ao pleito quanto votando. Por outro lado, nenhuma mulher foi eleita para a Câmara de Vereadores, ao contrário do movimento que se espalha pelo Brasil, com a participação maior delas. Em Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado, Nova Santa Rosa, Medianeira, aqui no Oeste, e em Curitiba, elas foram as mais votadas. Em Ponta Grossa, duas candidatas mulheres vão disputar o segundo turno e, pela primeira vez na história, a cidade dos Campos Gerais terá uma mulher no comando do Executivo. E olha que em Marechal havia 31 candidatas. Nenhuma foi eleita.

Agora é hora de unir as pessoas, deixar um pouco a politicagem de lado e partir para o trabalho. Marechal Cândido Rondon é uma cidade bonita, acolhedora, boa de viver, mas como qualquer município brasileiro tem seus problemas. Infraestrurura, educação, esporte e cultura, saúde, agronegócio, tudo pode ser melhorado, aperfeiçoado, para que as pessoas tenham não só uma cidade boa para se viver, mas um município pujante e propício para trabalhar, para empreender.

A democracia sai mais uma vez fortalecida no Brasil. Em Marechal Rondon as urnas deram o recado, mas nada de se acomodar sobre o maciço apoio. Ainda há muito que a cidade pode e precisa conquistar. Novos projetos, obras e serviços precisam ser entregues à população.

Por mais que os números possam refletir uma percepção popular da administração pública positiva nos quatro anos que se encerram em dezembro, os votos de confiança foram para os próximos quatro anos. Os eleitores podem até ter suas razões para reeleger alguém, porém no fundo não querem olhar para trás, mas para frente.

São mais quatro anos que o prefeito Marcio Rauber e toda sua equipe têm para mostrar que as pessoas estavam certas ao confiar mais uma vez neste histórico 15 de novembro, dia em que é celebrada a proclamação da República. Com apoio da Câmara de Vereadores, de novas caras e de reeleitos, deve conduzir o município com transparência, sabedoria, eficiência e lealdade.

TOPO