Elio Migliorança

REFLEXÃO INEVITÁVEL

Então é Natal. Ele nos anuncia o começo e ao mesmo tempo o fim. Começo porque o nascimento de Jesus comemorado no Natal representou a vinda do Messias, esperança da humanidade para que se cumprisse a promessa de libertação de toda injustiça e opressão. E nos lembra o fim porque logo após o Natal o ano termina. Então paro para refletir sobre a semelhança entre os dias de hoje e os dias do nascimento de Jesus. Há uma semelhança incrível. Tanto lá quanto cá o povo é explorado e enganado. Muitas pessoas investidas de poder o utilizam em beneficio próprio em detrimento dos demais. Mentiras bem planejadas são vendidas como se verdades fossem. Cada vez me convenço mais que o país tem um câncer chamado corrupção. Perdoem-me aqueles que estão fazendo um esforço para cumprir seu dever sem se prostituir politicamente. Sim, porque estamos vivendo um tempo de promiscuidade política.
Políticos se vendem e aprovam leis que vão contra o anseio da sociedade. Veja o caso da minirreforma tributária aprovada pela Assembléia Legislativa do nosso Estado. As audiências públicas realizadas em seis microrregiões revelaram que 95% eram contra. Mas foi aprovada pelo deputados. E também aprovaram um plano de previdência própria, uma aposentadoria principesca, enquanto a população amarga aposentadorias miseráveis.
Estamos presenciando uma gritaria nacional pela aprovação do aumento do número de vereadores. Até que não seria uma má idéia, desde que ela viesse acompanhada de um artigo dizendo que a partir desta data todos os vereadores do Brasil passariam a ganhar um salário-mínimo mensal. E nada mais.
Quantas leis injustas são aprovadas para atender aos interesses de uma minoria privilegiada. Nos dias de Jesus também era assim. Os fariseus e os sumo sacerdotes se autoconcediam todos os privilégios enquanto ao povão sobrava apenas o trabalho e o pagamento de impostos. Enquanto os detentores do poder o utilizam em beneficio próprio e engordam suas contas bancárias, a população sofre e se angustia para conseguir sobreviver e dar uma vida digna para os filhos. Fico indignado vendo pessoas sofrendo, gente morrendo por falta de atendimento médico, gente morrendo de fome, gente crescendo sem estudar, gente morando na sarjeta, enquanto nos palácios as pessoas se banqueteiam, achando que fazem grande coisa quando jogam algumas migalhas para os que estão no andar debaixo deste país.
Foram tantos escândalos neste ano, em todas as esferas do poder, que tanto quanto penso na esperança que nasce com Jesus no Natal, também penso na crucificação de todos aqueles que a cada dia morrem porque são excluídos pelo sistema. Há muitos porcos e bois melhor tratados que milhões de seres humanos. É urgente ouvir a voz da consciência. Jesus precisa nascer no coração de cada um. Surpreenda alguém neste Natal. Não alguém que você ama. Coma menos e proporcione uma ceia de Natal melhor para alguém necessitado. Mas isso não basta. Que em 2009 você não seja responsável pela exploração, injustiça, fome e opressão de nenhum ser humano. Cada dia é uma nova oportunidade para fazer o bem a alguém. Aproveite-a. 

TOPO