Copagril – Sou agro com orgulho
Coluna ADI-PR

Seis deputados federais do Paraná se opuseram ao projeto de lei que permite compra de vacinas por empresas

Compra de vacinas

Seis deputados federais do Paraná se opuseram ao projeto de lei que permite a compra de vacinas contra a Covid por empresas. São eles: Aliel Machado (PSB), Enio Verri (PT), Gleisi Hoffmann (PT), Gustavo Fruet (PDT), Rubens Bueno (Cidadania) e Zeca Dirceu (PT). Dos 30 integrantes da bancada, 25 se posicionaram a favor da ideia, alinhados com o governo de Jair Bolsonaro.  O projeto seguirá tramitando na Câmara.

 

Casa do Eletricista – Tubos e Conexões

Suplente

Com a morte do deputado estadual Delegado Rubens Recalcatti, ocorrida na última sexta-feira (09), quem assume a vaga na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) é o ex-deputado Ademir Bier (PSD). Bier foi deputado estadual por quatro mandatos desde 1998 e 2017. Entre os cargos públicos, ele também foi prefeito da cidade de Marechal Cândido Rondon, vice-presidente da Amop e diretor administrativo e financeiro da Ferroeste. Atualmente, é diretor de Obras da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar).

(Foto: Arquivo/Alep)

 

CPI no Senado

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para amanhã (14) o julgamento sobre a instalação da CPI da Pandemia no Senado. O caso, aberto por decisão monocrática do ministro Luís Roberto Barroso, motivou ataques de Jair Bolsonaro à Corte e deve ser discutido em plenário para que os integrantes do tribunal respondam institucionalmente sobre o tema.

 

Resultado positivo                                                                                                                                                          

O Brasil ultrapassou a marca de 30 milhões de doses de vacina contra Covid aplicadas em 85 dias de campanha, um resultado a ser comemorado por superar Alemanha, França e Itália, que, juntas, têm população equivalente à brasileira e levaram 89 dias para bater a marca. A média diária de doses aplicadas no Brasil está acima de 750 mil e é a quarta melhor do mundo, atrás de China, Índia e Estados Unidos, informa o Our World in Data.

 

Maior eficácia

Um estudo feito pelo Instituto Butatan e pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que a CoronaVac protege contra as variantes P1 e P2 do coronavírus e tem eficácia de 50,7% para casos sintomáticos e de até 83% para casos moderados – índices superiores aos 50,3% e os 78% verificados nas primeiras pesquisas. O trabalho mostrou também que o fármaco é mais eficaz quando a segunda dose é aplicada em intervalo igual ou superior a 21 dias da primeira. Na China, o governo avalia misturar vacinas para ampliar eficácia de doses.

 

De olho no presidente

A ministra Damares Alves vem conversando com interlocutores do PTB. O partido também mira outros bolsonaristas, como a ala governista do PSL. Se Damares for mesmo para o partido de Roberto Jefferson, será um passo e tanto para a sigla que sonha em abrigar Jair Bolsonaro na campanha a mais um mandato no Planalto.

 

Na conta                                                                                                                                                                            

Já está na conta a primeira parcela do auxílio emergencial paga a 2,45 milhões de beneficiários. Os beneficiados são os nascidos em março que não integram o programa Bolsa Família. Os valores estão disponíveis em conta poupança social da Caixa e serão desbloqueados para saques e transferências no dia 10 de maio. Ainda nesta semana serão pagos o auxílio aos nascidos em março e participantes do Bolsa Família e aos nascidos em abril, maio e os beneficiários do Bolsa Família com NIS final 1.

 

Não é o momento

“Não é o momento de reabrir as escolas”, diz o pediatra e sanitarista Daniel Becker. O especialista observa que há locais com sinais de melhora nos números da pandemia, mas afirma que seria necessário a consolidação da queda de casos e mortes para mandar crianças para aula presencial.

 

Retorno imediato

A mais jovem congressista do Brasil, deputada federal Luísa Canziani, defendeu o retorno imediato das aulas presenciais em todos os níveis. “Lugar de aluno é dentro da sala de aula; escola tem que ser a primeira a abrir e a última a fechar”, assinalou, alinhavando uma série de argumentos, como a necessidade de se prosseguir todo o processo pedagógico sem romper com os cuidados sanitários impostos pela pandemia.

 

Fase única

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) não descarta a possibilidade de mudar a dinâmica do vestibular para apresentar um processo seletivo em fase única. O reitor Ricardo Marcelo Fonseca disse que a expectativa é realizar a seleção no mês de julho, já que o calendário acadêmico prevê o início do ano letivo de 2021 em setembro. Aproximadamente 30 mil candidatos tiveram as inscrições homologadas.

 

Novo hospital

O prefeito Junior da Femac anunciou novo hospital em Apucarana. “O hospital será implantado nas instalações do antigo Hospital São José, onde atualmente funciona a Autarquia Municipal de Saúde”, informou. Segundo ele, o projeto prevê a reforma e readequação total do prédio de quatro pavimentos, com área de 2.687 metros quadrados.

 

Novo prefeito                                                                               

Doutor Marcondes (PL) venceu a eleição suplementar para prefeito de Munhoz de Mello, com 55,22% dos votos, realizada no domingo (11). Marcondes Araújo da Costa é médico e tem 39 anos. O vice-prefeito eleito é Bruno Deyvison Araujo (PL), de 34 anos.

 

Aulas presenciais 

A Câmara de Curitiba vota hoje (13) o veto parcial do prefeito Rafael Greca (DEM) ao projeto que estabelece a educação como uma atividade essencial na Capital. Greca sancionou a lei, mas vetou o parágrafo que proíbe a suspensão das aulas presenciais, mesmo durante situações de calamidade pública como a pandemia da Covid-19.

 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

TOPO