Editorial

Sempre em pauta

O lazer é um direito de todo o cidadão e deve ser compreendido como uma necessidade básica. Possuir espaços públicos de qualidade, que permitam a realização de atividades de integração, é uma forma de assegurar este direito e elevar a qualidade de vida dos moradores de um município.

Hoje em dia, com a agitação da vida moderna e rotinas exaustivas, as pessoas precisam, mais do que nunca, de momentos de lazer para descanso, manutenção de bem-estar, momentos em família e amigos e por aí vai. É por isso que espaços públicos, como parques e praças, se tornam cada vez mais importantes no desenvolvimento sustentável de uma cidade, mostrando-se essenciais à comunidade.

[ Publicidade ]
Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Não à toa, estão sempre em pauta. Em Marechal Cândido Rondon não é diferente. Vira e mexe sempre tem alguém elogiando ou criticando este ou aquele local público destinado ao lazer.

[ Publicidade ]
Nied maio 2022 V

O Parque Ecológico Rodolfo Rieger (Lago Municipal) é o espaço público de lazer mais frequentado pelos rondonenses. O local é agradável e bastante convidativo para momentos de lazer com crianças ou para atividades físicas, principalmente daqueles que têm hábito de fazer caminhadas. Contudo, ainda requer melhorias para se tornar ainda mais atrativo. Seja em termos de equipamentos para crianças, seja em termos da pista de caminhada etc.

A Praça Willy Barth, no centro da cidade, é outro local público “queridinho” dos rondonenses. Famílias e mais famílias se dirigem ao espaço para reunir a criançada, tomar tereré, comer pipoca e confraternizar com amigos. Todavia, há anos deixa a desejar. Atualmente, a praça é mais utilizada para “cortar” caminho do que para atividades de lazer de fato. Determinados fatores contribuem para isso: áreas escuras até mesmo durante o dia, calçadas em condições precárias, parques infantis antigos e presença, em muitas ocasiões, de usuários de drogas.

Os gestores públicos sabem da importância destes espaços. Entretanto, nem sempre é possível fazer tudo de uma vez. Compreensível. Há obras e obras e prioridades.

A atual administração municipal, por exemplo, sempre mostrou preocupação em oferecer espaços públicos de lazer de qualidade para a comunidade e tratou a temática com carinho nos últimos anos. Há projetos e muita boa vontade, mas a pandemia também dificultou o andar de alguns deles, como o da revitalização da Praça Willy Barth. O projeto está em andamento e a prefeitura tem até R$ 1,5 milhão em caixa para investir na repaginação do ambiente (promete ficar lindo!), porém, como se trata de ano eleitoral, há também uma série de entraves que dificultam o andar da carruagem. Sendo assim, a obra em si só sairá do papel na gestão vindoura, encampada pelo próximo prefeito ou então pelo atual, caso reeleito.

É um bom começo perceber que os gestores municipais mostram interesse e iniciativa em investir nesses ambientes. Para quem não usa, para quem não tem filhos, podem até parecer “elefantes brancos” em termos de investimentos, contudo, não são.

Espaços assim são vida! E por isso merecem um olhar atencioso.

Oxalá, se tornem até mesmo propostas de campanha, já que a eleição bate à porta.

TOPO