Copagril – Sou agro com orgulho
Paraná Produtivo - ADI-PR

Superávit recorde na balança comercial brasileira é esperado para 2021

Recorde histórico

As exportações brasileiras deverão atingir US$ 237,334 bilhões no próximo ano, com aumento de 13,7% em relação aos US$ 208,791 bilhões estimados para este ano de 2020. As importações poderão chegar a US$ 168,316 bilhões, com crescimento de 7,3% ante os US$ 156,916 bilhões esperados para este ano. Estimado em US$ 69,018 bilhões, o superávit para 2021 mostrará evolução de 33% na comparação com os US$ 51,875 bilhões previstos para 2020, o que poderá representar recorde histórico, caso se concretizem as projeções. O maior superávit até agora registrado no país, foi US$ 67 bilhões, em 2017. As previsões foram divulgadas na última quarta-feira, 16, pela Associação de Comércio Exterior do Brasil.

 

Casa do Eletricista – Torneira Zagonel

Industriais de olho em 2021

O industrial do Paraná acredita no potencial e na força da indústria do estado. Esta é a conclusão da 25ª Sondagem Industrial – pesquisa feita entre 15 de outubro e 26 de novembro pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) com representantes de empresas de diferentes portes em todas as regiões do estado. Mesmo diante das dificuldades enfrentadas por diversos segmentos ao longo deste ano pandêmico, 68% dos participantes acreditam que 2021 será um ano de retomada para o setor. A mostra coletada representa mais de 50 mil estabelecimentos industriais de 37 segmentos, que geram 792 mil empregos no estado. Os empresários justificam o otimismo com uma expectativa de aumento das vendas de seus produtos, sinalizado por 71% deles.

 

Queda no otimismo

O resultado da sondagem da Fiep ficou abaixo do registrado no ano passado, quando 79% dos empresários estavam animados com 2020. Vinte e sete por cento se manifestaram neutros. Os pessimistas somam apenas 4,5% e os principais fatores que justificam esse comportamento são o aumento dos custos de matéria-prima, a redução nas vendas e a restrição de novos investimentos. Na visão da maioria dos industriais o momento não é propício para investir no mercado externo. Entre os respondentes, apenas 32% afirmaram ter a intenção de exportar em 2021. A principal razão seria um posicionamento com foco no mercado interno. Para os que estão de olho nas oportunidades fora do Brasil, a cotação favorável do dólar e a possibilidade de ampliação de mercado são bons motivadores.

 

Porto de Paranaguá

O Porto de Paranaguá pode agora carregar mais 120 contêineres cheios, por navio, nos dois últimos berços a leste do cais público: 217 e 218. Isso vale para as grandes embarcações do segmento, que medem mais de 300 metros no comprimento. O aumento significa 15% mais capacidade de movimentação. “Isso foi possível porque a autoridade marítima acaba de aprovar mais 30 centímetros de calado operacional para esses dois berços. Passamos de 11,80 metros para 12,10, destaca o diretor-presidente da empresa Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. Considerando a evolução do calado operacional, nos últimos cinco anos o terminal de contêineres do Porto de Paranaguá incrementou a capacidade de movimentação, por navio, em mais 1.280 TEUS – unidade específica para contabilizar os contêineres.

 

Tarifa Rural Noturna

O governador Ratinho Junior sancionou na última quinta-feira (17), a lei que garante a continuidade do programa Tarifa Rural Noturna e institui o Paraná Energia Rural Renovável, que dará apoio à geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis e de biogás e biometano em unidades produtivas rurais. A ideia é que aos poucos os consumidores possam migrar de um para o outro. A nova lei garante por mais dois anos (até 2022) a continuidade do Tarifa Rural Noturna. O programa prevê desconto de 60% na conta da energia elétrica consumida entre 21h30 e 6h e beneficia cerca de 11 mil produtores rurais. O texto limita o desconto especial de 60% sobre a tarifa e o adicional de bandeira tarifária ao consumo de até 6.000 kWh/mês por unidades consumidoras vinculadas ao mesmo CPF ou CNPJ.

 

Londrinenses premiados

Três alunos das Faculdades da Indústria de Londrina são os vencedores do Desafio Microsoft para solucionar problemas da indústria brasileira com uso de Inteligência Artificial, na categoria Sênior, voltada a estudantes de cursos de graduação e pós-graduação. O resultado foi divulgado pelo Departamento Nacional do Sesi e do Senai, parceiros na realização dessa iniciativa. O projeto que deu o primeiro lugar aos alunos do curso de Engenharia Elétrica e Manutenção Industrial foi batizado como “CAM.IA – Trabalhe com Segurança”. Com supervisão e orientação do professor Wesley Candido da Silva, os estudantes Luís Gustavo Ferrareto, Callebe Cruz e Wellington Gaedke desenvolveram um sistema que notifica se o trabalhador está usando corretamente seus Equipamento de Proteção Individual (EPIs).

 

Colheita de café

A produção brasileira de 2020 atingiu 69,5 milhões de sacas de 60 kg, estimou a consultoria Safras & Mercado, revisando para cima a produção total, que na estimativa anterior havia sido projetada em 68,1 milhões de sacas. Os dados da Safras foram divulgados quase que simultaneamente à previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que historicamente apresenta volumes abaixo dos vistos pelo mercado para a colheita de café. Segundo números da estatal, o Brasil produziu um recorde de 63,08 milhões de sacas de 60 kg em 2020. A safra de arábica, que representa a maior parte da produção brasileira, foi revisada para cima de 48,2 milhões para 50,1 milhões de sacas.

 

Investimentos estrangeiros

O Banco Central (BC) reduziu de US$ 50 bilhões para US$ 36 bilhões a estimativa de entrada de investimentos estrangeiros diretos no país em 2020. A informação consta no relatório de inflação do terceiro trimestre deste ano, divulgado na última quinta-feira, 17. Se confirmado, será o menor valor desde 2009 (US$ 31,48 bilhões), ou seja, em 11 anos. O BC revisa para baixo a estimativa de investimentos estrangeiros diretos em um momento em que a pandemia de covid-19 tem gerado necessidade de capital por parte das empresas. Um outro fator para o cenário são as críticas de investidores externos sobre a política ambiental brasileira. Nos dez primeiros meses deste ano, os investimentos estrangeiros diretos somaram US$ 31,914 bilhões, com queda de 44,6% frente ao mesmo período de 2019.

 

Imigrantes no Brasil

O número de imigrantes empregados no Brasil com carteira assinada quase triplicou em uma década, mostra balanço divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública na última quinta-feira, 17. Dos 55,1 mil estrangeiros com trabalho registrado no mercado formal em 2010, o total saltou para 147,7 mil em 2019. Os números não incluem 2020, ano fortemente atingido pela pandemia do coronavírus em todo o mundo. Somente entre 2018 e 2019, o número de estrangeiros registrados no mercado formal saltou 8,3%. Esses dados se referem a estrangeiros que vivem no Brasil sob diferentes regimes de imigração: os números incluem tanto pessoas que imigraram com vistos quanto refugiados.

 

Preço dos insumos

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), José Carlos Martins, disse ter alertado o ministro da Economia, Paulo Guedes, que o problema de aumento de preço de insumos na construção civil se tornou “gravíssimo”. “Falei para o ministro Paulo Guedes na sexta-feira, o problema anteriormente era grave, agora transformou-se em gravíssimo esse aumento de preço”, contou, em evento de balanço dos números da construção civil. O desafio da inflação dos insumos é apontado por Martins como único potencial “inibidor” da expectativa do setor de avançar 4% em 2021. O segmento vendeu mais imóveis em 2020 comparado ao ano passado, mas apresentou queda no volume de lançamentos. Ou seja, a construção civil terá de entregar obras no próximo ano.

 

Fim do embargo

A Associação Brasileira de Proteína Animal anunciou a retirada total do embargo imposto pelas autoridades sanitárias das Filipinas à carne de frango do Brasil. “O Brasil prestou todos os esclarecimentos e demonstramos a confiabilidade do produto brasileiro, e que barreiras sem fundamento técnico científico, sem qualquer esclarecimento e demonstrações, não são bases para um embargo”, disse em nota o presidente da entidade, Ricardo Santin. A suspensão das vendas ocorreu na segunda quinzena de agosto, após a suposta detecção de traços de covid-19 na embalagem de um produto, em um município chinês. As Filipinas estão entre os 12 principais importadores, com cerca de 2% do total embarcado pelo Brasil no primeiro semestre deste ano.

 

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Mercadão do Óculos – antes inauguração
TOPO