Copagril – Sou agro com orgulho
Silvana Nardello Nasihgil

Todo mundo tem problemas. Não existe vida perfeita

Quando você vê uma mulher linda, o que vem em sua mente como primeiro pensamento?

Muitos vão responder: gente linda que vive sorrindo não tem problemas, vive a felicidade da beleza e tem uma vida perfeita.

Casa do Eletricista ARANDELAS

Isso não é verdade! Gente de qualquer idade, etnia, condição socioeconômica, que more em qualquer lugar do mundo, tem problemas.

Nied 2021 Z

Os problemas são parte da humanidade e da incompletude que carregamos em nós por toda a vida.

Não importa o que você seja e o que você tenha, mesmo que pareça perfeito para quem observa, mesmo assim, dentro de cada ser humano existe uma parte que nunca se completará. Sempre haverá no nosso lado mais íntimo algo que estará faltando. Se essa falta for suprida, logo abrirá um novo espaço para outra falta.

Diante dessa verdade, precisamos olhar para nós sem nos compararmos com nada e ninguém. Ser feliz é um estado da alma, independe do ter bens materiais e beleza. Ser feliz é se reconhecer como alguém que merece o melhor e buscar aquilo que se deseja viver.

Ninguém conseguirá ir a lugar algum se viver desejando e invejando a vida dos outros. Não será possível encontrar o ponto de equilíbrio quando buscamos por ele fora de nós.

Vemos as redes sociais cheias de gente postando foto de corpos seminus, gente fitness (como se ser fitness fosse receita de felicidade), mesas recheadas, “bico de pato” aos montes, casais com juras de amor eterno, filhos perfeitos, trabalhos incríveis… Eu gostaria que vocês refletissem: quem está muito feliz precisa provar isso para os outros?

Muitas pessoas, diante da fragilidade do momento em que vivemos, direcionaram a busca do preenchimento das suas faltas para o mundo do ter.

Nunca vimos tanto de certas coisas, nunca vimos uma enxurrada tão grande de gente buscando suprir faltas em novos comportamentos. São esses excessos que tentam provar uma felicidade inexistente e são esses mesmos comportamentos que fazem as pessoas sentirem inveja e desejarem copiar até o que não cabe para si.

Creio que se faz necessário pensarmos mais na nossa vida, naquilo que permitimos respingar em nós do mundo exterior, daquilo que cabe ao outro e que insistimos em colocar nas nossas vidas de qualquer jeito.

Gente feliz não são os outros dos quais sabemos pouco ou nada, que “vendem” uma estampa entre sorrisos e uma bela imagem e que, sem dúvida, como nós e como qualquer ser humano não possui o segredo da felicidade.

Felizes somos nós, quando buscamos ser alguém melhor, processamos nossas dificuldades, buscamos soluções para nossas angústias, escolhemos lutar pelos nossos sonhos, paramos de reclamar, somos gratos, buscamos um foco, somos mais empáticos, deixamos medos absurdos de lado, investimos no lado espiritual, nos arriscamos no novo, amamos mais os outros e a nós mesmos.

Felizes somos nós quando sabemos quem somos, quando acreditamos que merecemos o melhor de tudo, quando paramos de olhar para os outros e buscamos as ferramentas para fazermos acontecer a vida que desejamos viver.

Isso é fácil? Existe alguma coisa fácil? Mas importa saber que é possível. Essa é a luz que precisamos manter acesa para iluminar o nosso caminho.

 

Silvana Nardello Nasihgil é psicóloga clínica com formação em terapia de casal e familiar (CRP – 08/21393)

silnn.adv@gmail.com

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO