2º Agita Rondon – 2019
Editorial

Um ano diferente

 

Chegamos ao Natal vivendo o mesmo sentimento que vivemos durante todo ano de 2018.

Foram tantas coisas impactantes que até lembramos direito o que já vivemos em 2018 e o que ainda estamos vivendo com essa onda de calor e ar seco.

Casa do Eletricista PISCINAS

Não há nada como um dia depois do outro.

Assim, as coisas retomam o seu rumo e tudo volta ao normal.

Quando vivenciamos a greve dos caminhoneiros, o Brasil estava parado, literalmente parado.

Parecia que aquele impacto sobre a economia seria sentido durante vários anos. Nem chegamos ao final do primeiro ano e temos que fazer algum esforço para rememorar o que de fato aconteceu.

Claro que houve prejuízo, houve muito medo, hoje incertezas. Mas nossa economia reage muito rapidamente e hoje parece que o que aconteceu não surtiu em nada.

Assim se sucederam a prisão do ex-presidente Lula e a eleição de Bolsonaro presidente.

Muita gente duvidou que isso poderia acontecer no Brasil sem que houvesse um turbilhão de acontecimentos.

Agora, às vésperas do Natal, a nossa região vive momentos de incerteza em relação à safra, que poderia ser a maior da história.

O tempo não favoreceu e alguns produtores estão perdendo suas safras, algo que há muito tempo não acontecia por aqui, pelo menos não nessa escala.

Assim como em outros tempos, a estiagem é sempre muito ruim, além de causar o prejuízo financeiro, também afeta o humor e as iniciativas das pessoas.

Os comerciantes sentem, as famílias sentem.

Mas o Natal está chegando e com ele a reflexão. Não podemos ser movidos apenas pelos negócios e pela riqueza.

Temos outros motivos para nos animar e viver intensamente um Natal cheio de esperança, cheio de fé e, por que não, com muitos presentes.

Vamos aproveitar esse momento de intensas mudanças no Brasil para refletir sobre aquilo que constantemente falamos sem perceber – que o próximo ano seja melhor…

De fato, sempre almejamos o melhor, mas também podemos parar para agradecer o que já temos, a saúde que é a maior riqueza, a união da família, as amizades e tudo que nos cerca e nos deixa motivados para querer sempre algo melhor e maior.

Que neste Natal sejamos mais gratidão, mais esperança e menos pedidos.

Que saibamos compreender o significado do Natal na sua essência e que nossos filhos e netos possam aprender nas nossas casas que Natal é família, é gratidão, é amor.

Então, um feliz Natal para todos nós.

TOPO