Copagril
Pastor Mário Hort

Um homem perigoso edificou sua casa sobre a rocha 8ª Parte

O pastor Carlos Borlow, de Viña del Mar, Chile, aos 60 anos de idade, disse: “Com a idade de 21 anos eu fui um homem cheio de ódio e violento. Numa tarde sentei no banco de uma praça e me senti muito solitário, quando chegou um grupo de jovens para pregar o evangelho. Eu estava cheio de raiva contra Deus e quando eles começaram a pregar, falavam individualmente com as pessoas, então decidi que se alguém se aproximasse de mim eu iria bater nele. Permaneci em meu banco esperando, e estive apreensivo de ódio.

Para minha surpresa, chegou uma jovem pequena, de 1,50 metro, frágil e me falou do evangelho. Jamais eu seria agressivo contra alguma mulher. A jovem dialogou comigo e me convidou para assistir ao culto no domingo. Para livrar-me da jovem eu prometi que iria e ela me estendeu a sua mão e perguntou: ‘palavra de homem’? E eu lhe disse que sim. Mas no domingo não fui à igreja e senti vergonha de me encontrar com aquela jovem”, confessou.

Casa do Eletricista PISCINAS

“Na terça-feira fui ao culto e procurei sair rapidamente no momento do convite para aceitar a Jesus no altar. A pastora dizia: ‘Onde você vai passar a eternidade’? Respondi para mim mesmo: ‘céu, inferno e a eternidade não existem’. Porém, surgiu uma dúvida em mim e eu pensei: ‘pode ser que existe’, e logo a pastora pediu que levantasse a mão e que fosse até o altar, e eu fui, mas pensando: ‘eles estão me enganando’.

Então oraram por mim, e logo chegou aquela jovem que estava muito feliz e me perguntou: ‘você sentiu algo’? ‘Nada, absolutamente nada’, respondi indignado.

Comecei a sair da igreja quando um jovem veio falar comigo e disse que eu precisava ler a Bíblia, e eu respondi que não tenho Bíblia. Então o jovem me entregou a sua Bíblia e eu a escondi debaixo de meu casaco por vergonha de andar com uma Bíblia. Comecei de ler a Bíblia, mas tive um problema em minha casa, e de repente joguei a Bíblia no chão, pois considerei que tudo seria loucura. Então lembrei que a Escritura não era minha, e que deveria devolvê-la. Ao levantar a Bíblia encontrei uma frase escrita em vermelho: ‘Filho, teus pecados estão perdoados’”, contou, emocionado.

“Essa palavra me impactou, mas fechei o livro e o deixei ali. Num sábado deitei e senti muito calor, quando tive uma experiência que foi forte para mim, porque percebi que alguém estava em meu quarto. Então perguntei em voz forte: ‘quem está aqui’? Naquele instante ouvi uma voz que disse: ‘eu estou contigo’. Lembrei então dos últimos dias e falei: ‘se você é Jesus, então me fala-me novamente. E novamente surgiu a voz que disse: ‘Eu estou contigo’.

Meu corpo se desarticulou, pois a voz transpassava meus ossos e minha pele e a sensação foi horrível. Angustiado, perguntei: ‘se você é Jesus, a quem os evangélicos anunciam, fala-me mais uma vez, e então eu falarei sempre do Senhor’. Então, pela terceira vez, veio a voz que disse: ‘Eu estou contigo’. Após isso, comecei a chorar, chorar e chorar. Meus familiares acordaram e me perguntavam: ‘o que está acontecendo com você? Diga! E eu dizia nada, nada, e somente chorava”, lembrou emocionado e concluiu: “essa experiência me fez entender que Jesus é real, é verdadeiro e que Ele existe. Jesus Cristo é a rocha para todos os que Nele creem”. Amém.

TOPO